As incríveis e sombrias ilustrações de fantasia de Bryan Marvin P. Sola

Bryan Marvin P. Sola é um artista das Filipinas. Trabalhando com ilustrações e artes conceituais, Bryan Marvin P. Sola cria imagens com temas de fantasia, não raramente com um clima sombrio e soturno, em que a luz visível vem do fogo que consome tudo em chamas. Além das ilustrações de design de personagens e cenas de ação, o artista também trabalha com matte painting digital, criando vastos cenários e paisagens (que podem ser melhor vistas no portfólio original do artista, onde pode-se fazer um zoom).

Vejam as incríveis e sombrias ilustrações de fantasia de Bryan Marvin P. Sola:


Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Abbadon

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Berserker despertado

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Ellira, a insaciável

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Ira de Grutus

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Carcereira das almas perdidas

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Terra dos gigantes de pedra

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Naida, a invocadora das águas

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Rainha dos morto-vivos

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Calista

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Ezren vs. Gigantes de Gelo

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Necromancer feminino

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Tumba de fogo

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Malthael (Diablo 3 Reaper of Souls)

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Combate naval

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Mistérios piratas

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Rainha Guerreira de Solaris

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Mau presságio

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

O duelo

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Doadora de vida

Bryan Marvin P. Sola deviantart ilustrações fantasia sombria

Perdido

Imagens via perfil de Bryan Marvin P. Sola no DeviantArt. Dica via The Design Inspiration - The Watercaster.

Empresa pode mudar a sede sem levar em consideração os funcionários? - by Max Gehringer

9:30 AM by Andarilho

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/04/2015, com um ouvinte que pergunta se a empresa pode mudar o local de trabalho sem antes consultar os empregados.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Empresa pode mudar a sede sem levar em consideração os funcionários?

mudança

Um ouvinte escreve: "A empresa em que trabalho mudou de local. Saímos de uma localização acessível para outra mais distante, na periferia. Isso vem me causando vários problemas e pergunto se a empresa poderia ter feito essa transferência de local sem levar em consideração a situação de cada empregado?"

Bom, leia, por gentileza, o contrato de trabalho que você assinou ao ser contratado. Nele consta o endereço em que você iria trabalhar e que certamente era o de onde a empresa estava. Continue lendo.

Praticamente todos os contratos possuem uma cláusula, lá pelo pé da terceira página, que diz mais ou menos o seguinte: o empregado se coloca a disposição para eventuais transferências do local de trabalho. Se isso consta em seu contrato e você assinou, então a resposta é: sim, a empresa fez o que você concordou previamente que ela poderia fazer.

A dita cláusula pode ser usada igualmente para uma transferência de cidade ou de estado. Mas, nesses casos, ocorre um entendimento prévio com o empregado, já que haverá despesas extras envolvidas. Quando a mudança é para o mesmo município, há apenas uma informação com detalhes sobre o novo local, o sistema de transporte e as facilidades encontráveis na vizinhança.

Dito tudo isso, é justo tirar empregados de um local em que todos estão acostumados e criar vários inconvenientes? Não, não é justo, nem um pouco. Mas como você verá, ao ler o contrato, é legal. A diferença entre legal e justo é a de que o benefício maior será sempre da parte que redige o contrato.

Max Gehringer, para CBN.

A linda e estonteante modelo Savvy (Savanna) Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll

Savvy Taylor, ou Savanna Taylor, é uma modelo americana. Agenciada pela NEXT Models LA, Savvy Taylor é uma mulher simplesmente linda. Linda, esguia e exótica, seu olhar é daqueles olhares felinos, de gata, mulher, misteriosa. Me lembrando uma mistura do olhar de Olivia Wilde com o sorriso de Kate Hudson, Savvy Taylor me encantou, especialmente por causa do seu olhar marcante e penetrante.

Neste post estão reunidas algumas fotos de alguns ensaios fotográficos que Savvy Taylor fez com o fotógrafo Thomas Albert Ingersoll. São diversos ensaios, que vão desde clássicas fotografias para catálogos de roupas, a ensaios de beleza e fashion, com um toque mais sensual, em que as imagens mostram porque certas mulheres podem ser sinônimo de charme e beleza.

Vejam a linda e estonteante modelo Savvy (Savanna) Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll:

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

linda modelo Savvy Savanna Taylor fotografada por Thomas Albert Ingersoll beleza sensualidade charme

Imagens via perfil de Thomas Albert Ingersoll no 500px.

Meu chefe pode solicitar que eu corte a minha barba? - by Max Gehringer

9:38 AM by Andarilho

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/04/2015, com um ouvinte que resolveu deixar crescer a barba e o chefe mandou ele tirá-la.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Meu chefe pode solicitar que eu corte a minha barba?

corte barba

Um ouvinte escreve: "Decidi deixar a barba crescer. Está aparada e bem cuidada. Mas o meu chefe não gostou e me mandou cortar, alegando que a minha nova aparência não ficou boa. Pergunto se ele estaria escudado em algum procedimento trabalhista que desconheço, para me impor essa determinação?"

Não, claro que não. É implicância mesmo.

Há empresas, não muitas, que possuem o chamado código de padrão visual, que inclui vestimenta e aparência. Mas isso só ocorre em casos de contato direto com o público, e mesmo assim, quando interessa à empresa passar uma imagem de tradicionalismo e de formalismo. Não acredito que esse seja o caso da sua empresa, porque se fosse, você teria assinado um compromisso nesse sentido no ato de sua contratação.

Portanto, você está coberto de razão. E agora tudo depende de você querer, ou não, trombar com um superior fora de sintonia em relação ao modo como empregados devem ser tratados. Uma recusa sua em cortar a barba poderá fazer com que ele entenda o seu gesto como um desafio à autoridade dele, mesmo que essa não seja a sua intenção.

Se isso acontecer, o relacionamento entre vocês poderá ficar meio azedo durante algum tempo, até que ele se acostume e esqueça que já viu você sem barba.

Então, tudo depende de você querer fazer valer os seus direitos ou de atender ao chefe só para satisfazê-lo. Cabe a você avaliar o que será melhor fazer, levando em conta o grau de respeito ao próximo que existe na sua empresa e os antecedentes do seu chefe.

Max Gehringer, para CBN.

Blog Widget by LinkWithin