2009-06-28

Filme: A Garota Ideal

Assisti neste fim de semana, aqui em casa via torrents (mas que deve estar disponível em DVD mês que vem aqui no Brasil), o filme de 2007, A Garota Ideal, ou no original Lars and the Real Girl, e não podia deixar de mencioná-lo aqui, porque achei o filme muito interessante, e bastante singelo.

a garota ideal poster
A Garota Ideal conta a história de Lars, do título original, um pacato e super tímido morador de uma cidadezinha do interior dos Estados Unidos. Calado e pouco comunicativo, tem problemas em se relacionar com as pessoas. Não que ele seja aquele anti-social ranzinza, mas de forma até gentil, ele repele as pessoas, recusando convites, por exemplo, para tomar café da manhã com seu irmão e cunhada, que vivem na casa ao lado. Aliás, ele vive na garagem da casa.

Não dá pra dizer que ele é feliz isolado, mas não consegue ser diferente. Em certa altura do filme, ele admite que o toque das pessoas na sua pele dói. Um típico caso psicosomático.

Entretanto, certo dia a vida de Lars muda. Ele encomenda pela Internet uma dessas real dolls, ou sex dolls (evolução das bonecas infláveis, que não levam o nome de "real" à toa, tema destes posts anteriores: Alugando bonecas (real dolls) - Sexo de silicone, e não só nos peitos e Guys and Dolls - ou um amor de boneca). O problema é que assim que a boneca chega, vemos que Lars acredita que ela é real, e apresenta para sua família a nova namorada, a (literalmente) boneca Bianca, como se fosse uma pessoa normal.

a garota ideal lars and the real girl
Uma premissa que poderia render um filme cômico escrachado, nas mãos do novato diretor Craig Gillespie vira um drama comedido, sobre a bondade das pessoas, e não como elas podem ser cruéis. Sim, porque a crença de Lars nada mais é do que uma doença, que como uma gripe, não tem um remédio: a solução é esperar o próprio paciente se curar. E para isso, o jeito é fingir que Bianca é a garota real/ideal. No começo apenas o irmão e cunhada de Lars fingem que a boneca Bianca é real, mas logo toda a cidade entra na brincadeira, levados sobretudo pelo carinho, bem querer, e por que não amor, ao personagem principal, Lars.

O filme é meio triste, melancólico, por um lado, quando consideramos a situação piedosa de Lars. Mas ao mesmo tempo é uma fábula, um conto de fadas estilo feel good, quando vemos que praticamente toda uma comunidade se reuniu num ato fantasioso, tudo para ajudar um indivíduo antes solitário, mas querido. E nessa parte, a boneca Bianca rouba a cena, acabando inclusive, tendo uma "vida social" bem agitada.

lars and the real girl
No fim das contas, a boneca Bianca é o instrumento de redenção de Lars, ao mesmo tempo que é o instrumento de ação pelo qual as pessoas conseguem tocá-lo. Enfim, talvez Bianca não seja tão irreal assim. Porque ideal, sem dúvida ela é...

Não se deixe enganar pelo trailer, que dá um tom mais cômico ao filme. Apesar da situação poder parecer engraçada quando contada, quando vivida, nem sempre ela é. Mas também não significa que o clima seja soturno. Como eu disse antes, é uma pequena fábula moderna, que ao invés de fadas, tem uma sex/real doll. :)



Para saber mais: crítica do Omelete (feita pelo Érico Borgo), uma pérola como o filme.

6 comentários:

Ju ♥ disse...

eu assisti um filme com temática parecida, onde os demais personagens se 'envolvem' na história pq o cara pira o cabeção, só q esse cara era casado e se separa da esposa pra ficar com a boneca, e ele acaba convencendo os amigos [homens] de que ela é uma opção melhor q as esposas. é um filme francês de não sei qndo e nem o nome.
bjs

Sardinha Mestre disse...

Gostei, parece legal. Vou dar uma olhada.

CintiaYamane disse...

hmmm...
vou ver se baixo esse filme...

Ana P. disse...

Me lembrou um pouco, bem pouco mesmo, "A Mulher Invisível", pela história do personagem trazer pro mundo real algo que ele cria na mente dele, né?

Mas eu ainda não assisti nenhum dos dois, então não posso te dizer o que eu acho.

POsso te dizer o seguinte: tenho LARGA experiência em trazer pra vida real coisas que eu crio na minha mente.

Andarilho disse...

Até pensei em fazer um paralelo desse filme com o 'a mulher invisível', mas eles são muito, mas muito diferentes.

'A mulher invisível' é uma típica comédia romântica, bem feita, que lembra as produzidas em Hollywood. Já Lars and the Real Girl é um drama atípico.

E pra quem quiser baixar, eu baixei desse link aqui: http://isohunt.com/torrent_details/78531553/lars+and+the+real+girl?tab=summary

Anônimo disse...

Nossa só agora q o filme saiu no brasil, assisti 2 anos atrás, realmente é um bom drama.

Blog Widget by LinkWithin