Sobre redação com tema livre e carta de apresentação na busca de um emprego - by Max Gehringer

2009-06-24 10:56 PM by Andarilho

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/06/2009, sobre dois assuntos relacionados ao processo de seleção de um novo empregado: a redação com tema livre e a carta de apresentação.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/**********************************************************************************

Redação com tema livre deve considerar ramo de atuação da empresa

cartas e redação
Dois assuntos que estão tirando o sono de muitos candidatos a emprego: a redação com tema livre e a carta de apresentação. Um ouvinte pergunta: "Na redação com tema livre, quais são os temas mais apropriados?"

Depende da empresa. Se você entrar no site de uma empresa e descobrir que ela tem muitos programas de responsabilidade social, esse seria um tema adequado. Mas sempre pega bem escolher um tema que tenha a ver com a empresa, a história dela ou de um produto dela, por exemplo. Hoje é fácil encontrar essas informações em sites, e decorar 3 ou 4 fatores básicos para compor a redação.

O mais importante, porém, é ter em mente que a empresa não irá avaliar se o candidato sabe escolher um tema. Ela irá avaliar se o candidato sabe escrever, se ele consegue criar uma história com começo, meio e fim, se ele não tropeça nas regras gramaticais, se ele não erra a grafia das palavras. Mais do que um teste de conhecimentos gerais, a redação é um teste de português.

O ouvinte que fez a pergunta escreveu "apopriados". Pode ser só um erro de digitação, e espero que tenha sido. Mas uma mancada dessas iria matá-lo na redação, mesmo que o tema escolhido fosse ótimo.

O segundo assunto é a carta de apresentação. Ela foi criada porque os currículos dos candidatos ficaram muito iguais nos últimos anos. Por isso, a empresa deu ao candidato, através da carta de apresentação, uma chance de ele mostrar que o currículo dele pode ser igual, mas ele é diferente.

Essa carta deve ser simples, com um ou dois parágrafos, nos quais o candidato explicará porque ele quer trabalhar naquela empresa e não em qualquer uma das outras cinqüenta empresas para as quais ele enviou currículos. Por isso, o que for escrito na carta não deve ser uma repetição do que já está no currículo. E a carta também não deve conter frases vazias, do tipo "sempre procurei dar o melhor de mim".

A melhor carta de apresentação que eu recebi tinha quatro linhas. Ela listava uma série de produtos da nossa empresa que já não eram mais produzidos há anos. Aí, a carta dizia: "Os produtos dessa empresa sempre fizeram parte de minha vida. Agora, eu gostaria de poder retribuir, fazendo parte da vida dessa empresa." Uma carta chamativa e diferente. Não pela sofisticação, mas pela extrema simplicidade.

Max Gehringer, para CBN.

2 comentários:

  1. Sentimental ♥ said...

    li cada absurdo em redação de tema livre q passei a 'limitar' o assunto, pq algumas pessoas tem o dom de viajar.
    bjs

  2. Ana P. said...

    "Sempre procurei dar o melhor de mim" soa tão... ¬¬

    Alguém ainda fala isso?

    Aff!

    E eu gostei desse exemplo aí que ele deu, bunitinho! HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA!

Blog Widget by LinkWithin