Em empresas, quem fala pouco sempre é mais ouvido - by Max Gehringer

2008-12-19 4:02 PM by Andarilho

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 19/12/2008, sobre como e principalmente quando, falar em empresas.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui).


/************************************************************************

Em empresas, quem fala pouco sempre é mais ouvido

conversa balões
"Eu gosto de falar", diz uma ouvinte. "Sempre gostei. Desde que era pequena e meus professores viviam me pedindo para parar de conversar em classe. Acontece que no meu trabalho atual, já fui criticada algumas vezes por meu chefe, por eu querer explicar coisas que não precisam ser explicadas. Em meu modo de ver, faço isso para deixar o assunto bem claro. E por isso, acredito estar contribuindo e não atrapalhando. Mas posso estar errada. E pergunto se falar é realmente um defeito?"

Digamos que saber falar seja uma grande virtude que pode se transformar em um pequeno ou grande defeito, dependendo da situação. Porque, profissionalmente, esticar muito as conversas ou falar quando não é preciso, acaba influindo na produtividade geral.

Há muitos casos de profissionais que acabaram ficando rotulados porque sempre fizeram questão de emitir a sua opinião, mesmo quando ela não era necessária. Há também casos de profissionais que gostavam de contar histórias engraçadas em situações que exigiam seriedade. E terminaram sendo rotulados como inconsequentes.

Em empresas, saber falar é de fato, uma arte. Mas a sabedoria está em saber quando falar.

Sugiro que a nossa ouvinte faça um pequeno teste: a dieta do silêncio. Que funciona como qualquer dieta: boca fechada. Durante o dia inteiro, tente ouvir tudo calada, mesmo que você tenha aquela vontade quase irrefreável de contribuir com suas sugestões e palpites. E se alguém lhe fizer uma pergunta, dê uma resposta curta e rápida. Ao final do dia, faça uma avaliação pessoal do efeito que o seu silêncio causou na rotina e no ambiente de trabalho.

Eu diria, quase com absoluta certeza, que não haverá efeito negativo algum. Nesse caso, a minha segunda sugestão seria a de você guardar as suas boas explicações e suas boas histórias para os momentos de descontração.

Em empresas, de modo geral, quem fala pouco sempre é mais ouvido.

Max Gehringer, para CBN.

1 comentários:

  1. Ana P. said...

    Cara, é como eu sempre digo: não deve ser à toa que temos dois ouvidos e uma boca...

    Mas tem gente que parece que tem duzentas bocas, fala mais que a nega do leite! Gódi!!!

Blog Widget by LinkWithin