2017-04-27

Não se deixe contaminar por opiniões tóxicas - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/04/2017, com um ouvinte que pensa em ir falar com o presidente da sua empresa para falar sobre o que ele acha de errado nela.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Não se deixe contaminar por opiniões tóxicas

ambiente de trabalho ruim

Um ouvinte escreve: "Sou analista em uma organização de grande porte. Eu me dedico seriamente a tudo o que faço e procuro fazer sempre o melhor. Mas tenho o azar de estar em uma empresa em que ninguém elogia ninguém. Além disso, vejo muita coisa errada acontecendo no trabalho, sem que ninguém tome providências. Estou pensando seriamente em ir conversar com o presidente da empresa e relatar a ele essas situações, mesmo que isso me custe o emprego."

Bom, eu creio que certamente isso lhe custará o emprego. Não somente porque você saltaria várias camadas hierárquicas, como também porque duvido, com todo o respeito, de que tudo possa estar tão ruim como você descreveu.

Há dois pontos que eu gostaria de ressaltar. O primeiro é o da necessidade de aprovação, que muitas pessoas têm atualmente e que vem crescendo a cada ano. É o que você chama de "ninguém elogia ninguém".

A outra tendência é a das opiniões tóxicas. Em menos de cinco minutos, qualquer conversa acaba descambando para críticas ferozes a alguém, e normalmente a uma autoridade. Isso faz com que eventuais elogios se dissolvam nessa toxicidade geral.

A combinação dessas duas coisas dá a impressão de que tudo está muito pior do que realmente está.

Talvez esse não seja o seu caso, e você descobrirá se é, ou não, ao falar com o presidente da empresa. Qualquer que seja a reação dele, e sejam quais forem as consequências, eu acredito que você aprenderá algo positivo para aplicar pelo resto da sua carreira.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin