2012-09-26

'Quero abrir um negócio concorrente da empresa em que trabalho hoje' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 26/09/2012, com um ouvinte que quer abrir um negócio próprio que pode competir com a empresa atual, e precisa de dinheiro para começar.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Quero abrir um negócio concorrente da empresa em que trabalho hoje'

empreendedorismo nuvem dinheiro

"Decidi abrir um negócio próprio", escreve um ouvinte. "Mas estou numa situação complicada por dois motivos. O primeiro é que preciso de capital para começar e ele teria que vir do dinheiro de minha rescisão, caso o meu chefe concorde em me dispensar. Creio que ele concordaria, se não fosse pelo segundo motivo: ao abrir o negócio, eu me tornaria concorrente da empresa atual. Possivelmente eu tiraria alguns clientes dela. Não quero mentir para meu chefe, mas não acredito que ele me demita se eu disser a verdade. E aí eu não poderia abrir o meu negócio. O que você faria?"

Bom, antes de responder, permita-me acrescentar um terceiro motivo. Se o seu negócio não der certo, o que é sempre um risco para um novo empreendedor, você precisaria de um emprego. E a sua melhor referência, se não a sua tábua de salvação, seria o seu chefe atual. Logo, mentir agora poderia se transformar em um problema muito grande se você um dia decidisse retornar ao mercado de trabalho.

O que eu faria seria procurar um banco estatal e pedir um empréstimo para abrir o negócio. Há várias linhas de financiamento para pequenos empreendedores. E o momento ajuda, porque os juros ficaram um pouco mais camaradas depois das recentes reduções. Assim, você poderia dizer a seu chefe que está saindo porque quer perseguir um objetivo pessoal, algo que ele entenderia e apoiaria.

Também se eu fosse você, mas não sou, eu diria ao chefe que, num primeiro momento, eu precisaria me tornar concorrente dele, mas que eu tentaria causar o mínimo dano possível. Aí talvez o chefe já não reaja tão bem, mas não perca o contato com ele, mesmo que, num primeiro momento, ele não responda às suas ligações ou e-mails.

De resto, muitos pequenos empresários começaram como você está começando. E alguns deram tão certo que até contrataram o antigo chefe para trabalhar com eles.

Max Gehringer, para CBN.

1 comment:

Albuq said...

Isso é um risco, mas acredito que jogar limpo é o melhor a ser feito. Eu seguiria a idéia do empréstimo e conversaria sinceramente com o chefe, mas buscando manter laços com ele.

Blog Widget by LinkWithin