2016-10-18

'Questiono que nosso colega promovido parecia ser o menos indicado?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 18/10/2016, com um ouvinte que teve um colega promovido que parecia ser o menos indicado para a vaga.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Questiono que nosso colega promovido parecia ser o menos indicado?'

promoção de emprego atrapalhada

Um ouvinte escreve: "Trabalho em um setor que tem mais de 30 funcionários. Nosso coordenador aceitou uma proposta melhor e pediu a conta. E para o cargo dele, foi promovido um de nossos colegas. A notícia nos pegou de surpresa porque esse colega parecia ser o menos indicado para assumir o cargo: nunca demonstrou qualquer sinal de liderança, nunca teve os melhores resultados do setor e, com o perdão da palavra, sempre foi meio devagar para captar as coisas.

Alguns colegas estão pensando em ir perguntar ao gerente qual foi o motivo que o levou a promover o dito cujo, quando a lógica indicava que haveria opções melhores. Estaríamos cometendo uma heresia se fôssemos conversar com o gerente?"


Não, mas estariam colocando em dúvida a capacidade de avaliação do gerente. E esse confronto dificilmente resultaria em algo positivo para o grupo de contestadores.

Uma empresa não é bem uma democracia, em que um chefe é eleito pela vontade da maioria. Algumas empresas promovem os mais antigos, outras os mais confiáveis, e outras os mais produtivos.

O melhor que vocês podem fazer é esperar para ver como o colega promovido irá se comportar. Se ele for mesmo tão despreparado para a função como vocês imaginam, ele não irá durar muito.

Caso dure, vocês aprenderão o que a empresa espera dos futuros promovidos e que, aparentemente, não é o que vocês estão imaginando que seja.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin