2016-10-14

'Ainda existe chance para quem trabalhou 42 anos e foi demitido?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 14/10/2016, com um ouvinte de 61 anos que foi demitido e está preocupado com como o mercado de trabalho irá lhe tratar nessa idade.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Ainda existe chance para quem trabalhou 42 anos e foi demitido?'

vagas emprego terceira idade

Um ouvinte escreve: "Tenho 61 anos, sou aposentado, trabalhei durante 42 anos sem nunca ter sido demitido. Mas agora fui e estou muito preocupado. Ainda existe alguma chance no mercado de trabalho para alguém como eu?"

Sim, existe. O mercado de trabalho acompanhou a curva do aumento da expectativa de vida. No censo do ano de 1950, eram oficialmente classificadas como idosas as pessoas com mais de 50 anos. Atualmente, são aquelas que têm mais de 65 anos.

Por isso, muitas empresas reconhecem que os pré-idosos de hoje são diferentes dos seus antepassados e oferecem vagas para quem ainda tem disposição e quer continuar ativo no mercado.

Minha sugestão é que você busque na internet empresas que oferecem programas especiais para a terceira idade, ou melhor idade ou qualquer outra denominação equivalente, e se cadastre nos sites dessas empresas.

Tenha em mente que os próximos dez ou vinte anos da sua carreira não serão iguais aos trinta anos anteriores. As vagas ofertadas não serão em cargos de liderança e não terão uma remuneração igual à última que você teve, mas lhe oferecerão a oportunidade de continuar sendo útil.

A situação será ainda melhor se você tiver algum tipo de especialização técnica que independa da idade, como informática, por exemplo.

Para completar, a sua faixa etária é a que tem o menor índice de desemprego no mercado. Os jovens entre 18 e 24 anos estão sofrendo bem mais para conseguir encontrar uma vaga.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin