2017-03-21

Antigas árvores sob o céu noturno estrelado nas lindas fotografias de Beth Moon

Beth Moon é uma fotógrafa que atualmente mora nos Estados Unidos, mas que pelo trabalho, não passa tanto tempo assim onde mora. Fotografando desde os anos 90, Beth Moon se encantou por árvores quando soube que algumas delas vivem mais de 4 mil anos. Desde então, fotografar e registrar árvores centenárias, muitas vezes espécimes raras, espalhadas pelo mundo, é o trabalho da artista e fotógrafa.

Para Beth Moon, fotografar essas antigas árvores é uma maneira de se conectar à natureza e ao tempo. Diz ela: "Eu tenho uma forte reverência pela natureza e certamente é difícil não sentir a grandiosidade destas enormes e antigas árvores nas suas presenças."

Uma de suas últimas séries, "Diamond Nights" (Noites de Diamantes), marcou a fotógrafa de diversas maneiras. A primeira é a transição de fotografias preto e branco para fotografias coloridas. E a segunda é a mídia fotográfica, já que até então, ela vinha usando apenas filme, passando a adotar a fotografia digital para criar fotos de longa exposição. Nesta série, Beth Moon fotografa antigas árvores no deserto de sal de Botswana a noite, tendo como pano de fundo o céu noturno estrelado, cheio de luzes obtidas através de longa exposição.

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Sobre a série, a artista diz:

"Longa exposição mistura os limites entre o visível e o invisível. Existe uma zona do meio onde o esplendor se torna palpável, onde duas realidades diferentes se mesclam e se se borram. Se mágia existe em algum lugar, é aqui. Nosso relacionamento com o selvagem sempre teve um papel importante em meu trabalho. Esta série foi inspirada em dois estudos científicos fascinantes que conectam o crescimento das árvores com os movimentos celestiais e os ciclos astrais.

Pesquisadores da Universidade de Edimburgo mostraram que árvores crescem mais rápido quando altos níveis de radiação cósmica atingem a superfície terrestre, concluindo que a radiação cósmica impacta o crescimento das árvores mais do que as chuvas ou as temperaturas anuais. Segundo, o renomado pesquisador Lawrence Edwards descobriu que ramos iniciais de árvores (gomos) mudavam a forma e o tamanho de maneira rítmica, em ciclos regulares durante o todo inverno, co-relacionando diretamente com a lua e os planetas."

Vejam antigas árvores sob o céu noturno estrelado nas lindas fotografias de Beth Moon:

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Beth Moon fotografia natureza diamond nights árvores céu noturno estrelas

Imagens via site de Beth Moon. Dica via Feature Shot - Ancient African Trees Illuminated by Starlight.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin