2013-06-20

Comportamento e habilidade em grupo são também são avaliados em processos seletivos - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 20/06/2013, com um ouvinte que enfrentará um processo de seleção com uma dinâmica de grupo diferente, onde os candidatos é que irão fazer perguntas entre si.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Comportamento e habilidade em grupo são também são avaliados em processos seletivos

dinâmica de grupo

Um ouvinte escreve: "Vou participar de um processo seletivo cujo formato é, para mim, uma grande novidade. Seremos oito candidatos a uma vaga de trainee. E cada um de nós deverá fazer perguntas para os demais. Em todos os processos de que participei até hoje, sempre havia alguém da própria empresa fazendo perguntas. Nesse caso, haverá um coordenador que ficará anotando o que for dito, mas não irá interferir em nada. Que tipo de pergunta eu devo fazer num caso assim?"

Vamos lá. Alguns dos candidatos certamente tentarão derrubar os outros, fazendo perguntas difíceis de serem respondidas. Por exemplo, um deles pode lhe perguntar: "Você leu o livro tal?" Se você não leu e responder que não leu, o coordenador dará uma nota baixa não a você, mas a quem fez a pergunta, porque ela é apenas uma pegadinha.

A minha sugestão é que você facilite, em vez de dificultar, as respostas de seus colegas. No site da empresa, busque dados e números que você possa mencionar e pergunte como o seu colega poderia contribuir para a melhoria deles. Essa linha de questionamento traz duas vantagens.

Primeira, você estará direcionando suas perguntas para os objetivos da própria empresa e isso deixará o coordenador satisfeito. Segunda, ao se mostrar camarada com o colega, é provável que ele, ao lhe fazer uma pergunta, retribuirá a sua atenção e guardará munição para fuzilar o chato que fez a pergunta sobre o livro.

Também é importante que em suas respostas você mencione informações sobre a empresa, qualquer que seja a pergunta que lhe foi feita. E evite demonstrar insatisfação ou irritação com perguntas despropositadas. Porque, mais até do que as perguntas e respostas, o coordenador estará avaliando o comportamento do candidato e a habilidade dele para trabalhar em grupo.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin