2013-11-22

'Não sei se devo deixar a minha zona de conforto' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 22/11/2013, com um ouvinte que está em dúvida se muda de área, deixando sua zona de conforto.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Não sei se devo deixar a minha zona de conforto'

pulando zona de conforto

Um ouvinte escreve: "Tenho 27 anos e trabalho no departamento técnico de uma empresa faz oito anos. Atualmente sou supervisor e tenho confiança em meu trabalho, assim como o meu gerente também tem. Mas estou pensando em algo mais para o meu futuro. E sempre surgem vagas no setor comercial da minha empresa. Minha pergunta é: será que devo arriscar essa mudança que me faria sair da zona de conforto, em que estou relativamente seguro, mas sem grandes ambições ou desafios?"

Bom, se existe uma faixa de idade ideal para arriscar uma mudança, você está enquadrado nela. Normalmente mudanças salutares de carreiras são feitas entre os 25 e os 28 anos. É uma faixa etária em que um profissional que trabalha desde os 19 já amadureceu o bastante para entender o que pode fazer bem feito, mas por outro lado, ainda é jovem o suficiente para conseguir retornar à função anterior caso a mudança de área não dê os resultados esperados.

No seu caso, a mudança dependerá principalmente da sua resistência à pressão. Técnicos se estabilizam depois de algum tempo. Após aprenderem as manhas da função, só precisam se manter atualizados porque ninguém mais duvida de sua competência. Na área comercial é bem diferente. A pressão se renova todos os dias e méritos passados não asseguram o futuro.

Esse é o desafio que você enfrentará e só você pode dizer se terá equilíbrio emocional para enfrentá-lo. Se você está seguro de que está, vá em frente. Se estiver em dúvida, vá também, porque você tem o tempo a seu favor.

Agora, se suportar uma pressão constante e contínua não for o seu ponto forte, seria mais sensato você continuar aonde está.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin