2013-11-13

'Pega mal colocar atividades de freelancer no currículo?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 13/11/2013, com um ouvinte que pergunta se colocar um período como freelancer no currículo é bom ou ruim.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Pega mal colocar atividades de freelancer no currículo?'

freelancer

Um ouvinte escreve: "Estou desempregado faz quatro meses. Durante esse tempo venho fazendo alguns bicos para me manter. Não são coisas que têm diretamente a ver com o tipo de serviço que eu executava. Sempre trabalhei na área administrativa e os bicos foram no setor gráfico, aproveitando uma facilidade que tenho para desenhar. Estou pensando, só para não deixar um espaço no currículo, em incluir essas atividades fora do comum como 'freelancer'. Não sei se isso pegará bem ou mal para quem for avaliar o meu currículo."

Bom, eu não vejo porque pegaria mal. Você precisa de dinheiro para se sustentar entre empregos e encontrou uma maneira de ganhá-lo. Isso é positivo.

E outra sugestão sua, muito boa, é o termo freelancer. Não só apreciei, como recomendo. Existe uma expressão equivalente em português, que é livre-atirador, mas em um currículo não soa tão bem.

Livre-atirador dá a impressão de "se me chamarem, eu vou". Freelancer passa uma ideia de iniciativa, sem contar que, de fato, preenche um vazio no currículo. Um freelancer não precisa explicar por que não consegue emprego há meses, porque ele nunca deixou de ter uma atividade.

Logicamente, é preciso ter feito mesmo alguma coisa prática para dar sustentação à história. E nem é necessário ser específico demais quanto aos trabalhos executados. Nosso ouvinte, por exemplo, pode mencionar as gráficas para as quais prestou serviços, sem precisar dizer que foram desenhos.

E tudo isso sem contar que a auto-estima aumenta. Há uma bela diferença entre dizer "no momento estou desempregado" e "por hora sou freelancer".

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin