2015-09-04

'Quero pedir demissão para mudar de emprego, mas minha chefe está de férias' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/09/2015, com um ouvinte que quer pedir demissão, mas cujo chefe direto não está na empresa.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Quero pedir demissão para mudar de emprego, mas minha chefe está de férias'

pedindo demissão

Um ouvinte escreve: "Recebi uma proposta para mudar de emprego e decidi aceitá-la. Preciso encaminhar já a minha demissão aqui na empresa, mas há um problema. A minha gerente está de férias e deixou instruções claras de que ninguém deveria incomodá-la até ela voltar ao trabalho, o que irá acontecer daqui a duas semanas. Um colega ficou com a responsabilidade de tocar o setor na ausência dela, mas só para assuntos operacionais. O que devo fazer?"

Bom, primeiro faça o que a sua gerente pediu: não a incomode. Tenha em mente que funcionários pedem demissão da empresa e não do superior direto. Este costuma ser o primeiro a ser comunicado por uma questão de respeito e hierarquia, mas a sua gerente abriu mão dessa prerrogativa.

Então apresente a sua carta de demissão ao setor de recursos humanos e informe, a quem recebê-la, que você não irá contatar a sua gerente por ordem dela, mas que estará a disposição para conversar caso alguém de recursos humanos se disponha a fazer o contato com ela, já que a ordem dela deve valer para os subordinados, mas certamente não vale para a direção da empresa.

Imagino que você cumprirá o aviso prévio e que ainda estará aí quando a sua gerente regressar. Se ninguém a avisou da sua saída, caberá a você fazê-lo. Se ela criticá-lo, responda que você só cumpriu o que ela determinou.

E se ela lhe pedir para ficar mais quinze dias ou mais um mês, diga que infelizmente você já assumiu o compromisso com o novo empregador. Não vai ser uma situação agradável, mas será inteiramente profissional.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin