2017-07-17

Área de compliance é subordinada ao dono da empresa - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 17/07/2017, sobre as oportunidades de carreira na área de compliance.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Área de compliance é subordinada ao dono da empresa

compliance checklist

Vamos abordar hoje mais três questões relativas à área de compliance nas empresas, já que o tema é de interesse tanto para jovens profissionais que estejam planejando a carreira, quanto para quem esteja pensando em mudar a direção dela.

Primeira: a quem a área deve se subordinar? Preferencialmente, ao dono ou ao presidente da organização. Isso garante a sua independência em relação a todas as demais áreas.

Segunda: que graduação é exigida para alguém ser gestor em uma área de compliance? Não há exigência legal. Advogados, economistas ou engenheiros se dão bem nela, por ser uma área analítica, mas isso não elimina quem tenha outra graduação.

Profissionais que possuam experiência prática em várias áreas também são candidatos viáveis, até pela facilidade que já têm de conduzir diálogos entre setores de natureza diferentes.

Terceira: existem oportunidades de emprego nessa área? Em médio prazo, sim, porque essa á uma área nova, que só existe em empresas de grande porte e especialmente naquelas que têm ações negociadas em bolsa.

Mas, de todas as áreas que uma empresa de qualquer tamanho pode ter, a de compliance ainda é a que menos existe. E portanto é a que tem maiores possibilidades de vir a ser estruturada.

Várias escolas de negócio brasileiras oferecem cursos específicos, ou informativos de curta duração, ou mais longos, de pós-graduação. Cursar um deles irá enriquecer o currículo, mesmo que não gere uma oportunidade imediata de emprego. Mas quando ela surgir, já estar preparado será um belo diferencial.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin