2017-09-08

'Ofereci conselhos durante a demissão de uma funcionária' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 08/09/2017, sobre como na hora de demitir um funcionário, a objetividade é a melhor estratégia.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Ofereci conselhos durante a demissão de uma funcionária'

mulher demitida

Uma ouvinte escreve: "Dispensei uma funcionária que não estava à altura das funções. Como não estou acostumada a demitir pessoas, acredito que eu tenha extrapolado um pouco, tentando consolar a demitida e oferecendo a ela sugestões para não ter problemas no próximo emprego. A reação dela foi a de fazer críticas a mim e à empresa, e sair intempestivamente da sala. O que fiz de errado?"

Praticamente tudo. Se você tinha a certeza de ter tomado a decisão correta ao demitir a sua subordinada, você deveria tê-la chamado e ido direto ao ponto, esclarecendo as razões da demissão.

Tentar ser agradável nessa hora, como se você estivesse compartilhando o sentimento da demitida, soa falso, por mais sincera que seja a sua intenção.

E oferecer conselhos é algo que você pode fazer, mas desde que seja solicitada a fazer. E, de certa forma, você já fez, ao listar os motivos da demissão. Para bom entendedor, isso significa que, ou a demitida evita repetir as mesmas falhas no próximo emprego, ou correrá novamente o risco de uma demissão.

O último erro foi você não ter avaliado corretamente o tipo de reação que a sua subordinada teria. Trabalhando com ela, você já deveria saber que ela não queria ouvir sugestões que você não deu durante o tempo em que ela foi a sua subordinada.

Em resumo, objetividade nessa hora é melhor do que tentar transformar uma má notícia em algo positivo.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin