2014-07-04

'Não tenho nada a ver com o meu novo ambiente de trabalho' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/07/2014, com uma ouvinte que entrou em uma empresa com um ambiente de trabalho ruim em sua opinião.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Não tenho nada a ver com o meu novo ambiente de trabalho'

mau ambiente de trabalho

Uma ouvinte escreve: "Comecei nesta empresa faz apenas três semanas, mas estou apavorada. A empresa é famosa no mercado e eu pensei ter tirado a sorte grande ao conseguir o emprego. Mas encontrei situações que não esperava encontrar. A maneira como as pessoas se tratam, por exemplo, à base de gritos. Palavrões fazem parte do vocabulário. O expediente é esticado diariamente por uma ou duas horas, aparentemente sem nenhuma necessidade. Não quero parecer uma criança mimada, mas não tenho nada a ver com esse ambiente de trabalho. O que faço?"

Bom, você foi vítima do erro mais elementar de recrutamento e seleção. Provavelmente você passou por uma ou mais entrevistas e deve ter ouvido perguntas que já se tornaram rotineiras, do tipo "Qual é o seu maior defeito?", ou outras do gênero. Ninguém lhe perguntou como você se adaptaria a um ambiente agressivo e entremeado por palavrões. E nem como você se sentiria fazendo duas horas extras por dia sem receber nada por isso.

Talvez a empresa em questão esteja tão acostumada com a própria rotina que já nem perceba como ela é diferente. Ou talvez a empresa imagine que qualquer candidato contratado irá aceitar a situação e se acomodar rapidamente a ela.

Qualquer que seja o motivo da empresa, o fato é que você foi incorretamente selecionada. E a sua melhor opção é sair daí. Só lhe recomendo ter paciência para achar outro emprego antes de se demitir, para não ter que explicar em entrevistas porque você pediu a conta tão rapidamente.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin