2014-11-06

Empresas devem dar um feedback, mesmo que negativo, após entrevistas de emprego? - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 06/11/2014, sobre o feedback das empresas aos candidatos após uma entrevista de emprego.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Empresas devem dar um feedback, mesmo que negativo, após entrevistas de emprego?

feedback de entrevistas de emprego

Um ouvinte escreve para reclamar que considera uma falta de respeito uma empresa fazer o candidato se deslocar para uma entrevista e depois não oferecer um feedback, mesmo que negativo.

Eu concordo plenamente que as empresas devem informar, por telefone ou por escrito, que um candidato não foi aprovado.

Agora, já que o nosso ouvinte mencionou o termo "feedback", fico em dúvida quanto ao que ele, de fato, pretende que a empresa faça. Embora a tradução de feedback seja "uma exposição detalhada de motivos", no Brasil essa palavra costuma também ser usada como sinônimo de "uma simples resposta". Eu já ouvi gente dizer: "Olha, se der pra gente se encontrar sábado no shopping, me dá um feedback." Ou seja, sim ou não.

Vou então assumir, inicialmente, que o nosso ouvinte esteja se referindo ao feedback no sentido original, que é uma explicação pormenorizada da razão pela qual ele não foi o escolhido para a vaga. Eu não conheço nenhuma empresa que faça algo desse gênero, no Brasil ou no exterior.

Agora, assumindo que o nosso ouvinte deseje apenas que a empresa lhe dê uma resposta que faça sentido, eu conheço muitas que fazem isso. Mais ou menos. Porque normalmente a explicação é propositadamente vaga. Por exemplo: "Você não tem o perfil desejado para a função." Explicar, explicou. Mas não esclareceu.

Por que empresas agem assim? Porque elas sabem que nenhuma explicação seria bem digerida por um candidato rejeitado. E por isso, preferem não esticar o assunto.

Max Gehringer, para CBN.


1 comment:

Sandra Costa said...

dessa vez, concordo com o Max. ele é bem realista nesse ponto. mas as pessoas sempre esperam um feedback no intuito de se aprimorar. acharia válido se as empresas fizessem isso.

Blog Widget by LinkWithin