2014-11-05

'Ser freelancer de empresas pequenas pode me prejudicar em futuros processos seletivos?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 05/11/2014, sobre como é importante treinar bem para algumas perguntas inevitáveis em entrevistas de emprego.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Ser freelancer de empresas pequenas pode me prejudicar em futuros processos seletivos?'

entrevista de emprego

Escreve uma ouvinte: "Estou há mais de um ano efetuando trabalho como freela para várias empresas pequenas. Isso pode me prejudicar em futuros processos seletivos?"

E outra ouvinte escreve: "Eu me formei em zootecnia, mas não consegui emprego na área e desisti dela. Trabalhei um tempo como assistente administrativa, mas infelizmente fui demitida e estou em busca de outro emprego na área administrativa. Mas venho encontrando dificuldade em função da minha formação. Um recrutador até insinuou que eu me sentiria desmotivada em trabalhar num setor tão diferente daquele em que me formei."

Muito bem, juntando as duas perguntas. O que prejudica um candidato em processos seletivos é a falta de explicações convincentes. No caso da nossa ouvinte freela, ela só será prejudicada se não conseguir convencer o entrevistador de que ela não abandonará o emprego fixo ao primeiro sinal de descontentamento, para voltar a ser freela.

No caso da nossa ouvinte zootecnista, foi a falta de um argumento para rebater a insinuação do recrutador, até porque ela foi chamada para a entrevista. E portanto, o curso não era uma barreira prévia. Na verdade, como empresas são uma fauna com todo o tipo de criaturas, a zootecnia até poderia funcionar a favor.

Em casos como esses dois, o importante é treinar bem as respostas às perguntas inevitáveis. São respostas até fáceis, mas precisam ser dadas de imediato e num tom de sinceridade, o que só se consegue repetindo para si mesmo, em voz alta, dezenas de vezes, o que será dito na hora da entrevista.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin