2015-04-28

'Tenho um subordinado bom, mas muito desanimado' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 28/04/2015, com um ouvinte que tem um subordinado bom tecnicamente, mas muito desanimado.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Tenho um subordinado bom, mas muito desanimado'

empregado desanimado

Um ouvinte escreve: "Sou encarregado de um setor e tenho um subordinado que é bom tecnicamente, mas é extremamente desanimado. Já perguntei a ele qual é o problema, mas só recebi respostas lacônicas, do tipo: 'Não, não é nada, tudo bem.' Como tenho certeza de que esse subordinado poderia render muito mais se mostrasse mais disposição, pergunto o que posso fazer a respeito?"

Vamos lá. Podem existir três causas para o desânimo. Primeira: algo que esteja afetando fisicamente o subordinado. Segunda: algum problema dentro da empresa que ele não quer comentar. Ou terceira: algum problema fora da empresa que ele não consegue resolver.

No primeiro caso, você pode encaminhá-lo ao médico da empresa para uma consulta. Se for falta de sono ou alimentação inadequada ou qualquer outro sintoma, o médico saberá o que perguntar para obter as respostas adequadas.

No segundo caso, você deve tentar descobrir se há algum problema interno. Como o subordinado já lhe disse que não há, pergunte aos colegas dele, para se certificar.

Se essas duas providências, a do médico e a da pesquisa interna, derem em nada, sobra a terceira. O problema está fora da empresa e pode ser de ordem financeira ou de relacionamento familiar. Nesse caso, não se envolva. A vida pessoal do subordinado é problema dele e não seu.

O que você deve fazer é passar metas para o subordinado cumprir, cobrá-las como cobra dos demais, alertá-lo que o mal desempenho continuado poderá resultar até em demissão e se colocar sempre à disposição dele para ajudá-lo a melhorar.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin