2017-02-22

Avalie o tamanho da empresa que oferece vagas de técnicos - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 22/02/2017, com um ouvinte que estava fazendo um processo seletivo para engenheiro, não conseguiu ser contratado, mas lhe foi oferecido uma vaga de técnico.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Avalie o tamanho da empresa que oferece vagas de técnicos

pequenas empresas vs grandes corporações

Um ouvinte escreve: "Sou formado em engenharia e participei de um processo seletivo em uma empresa de grande porte. Eram muitos candidatos e eu passei por duas etapas, mas não consegui a vaga. O responsável pela seleção me disse que eu tinha ido bem e que se eu estivesse ambicionando um cargo técnico, seria contratado no ato. Não entendi bem a razão desse comentário dele. Você saberia me explicar?"

Muito provavelmente, ele testou o seu interesse em ser contratado como técnico.

No mercado de trabalho, empregar-se como engenheiro está meio difícil, devido a desproporção entre o número de formandos e a quantidade de vagas.

No tocante aos técnicos, ocorre o contrário: há menos técnicos do que vagas. E portanto, há mais oportunidades imediatas de contratação.

Acontece que um formando em engenharia poderia até se ofender se lhe fosse oferecida uma vaga em um nível quatro anos abaixo de sua qualificação acadêmica. Para evitar isso, recrutadores fazem a afirmação que foi feita a você: a de que haveria uma vaga de técnico caso você manifestasse interesse nela.

Dependendo do tamanho da empresa, isso não é tão descabido como parece. Entrando nela como técnico, você poderia ser alçado a uma posição de engenharia assim que uma nova vaga fosse aberta.

Se num futuro processo você ouvir de novo a insinuação que lhe foi feita, avalie se ela pode ser um bom investimento para a sua carreira. Normalmente é.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin