2017-02-27

Possibilidade de retorno ao antigo emprego deve ser considerada - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/02/2017, com um ouvinte que depois de passar por algumas empresas no mercado de trabalho, quer voltar para uma das suas antigas empregadoras.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Possibilidade de retorno ao antigo emprego deve ser considerada

voltando ao trabalho

Um ouvinte escreve: "Nos últimos três anos, passei por quatro empresas e sai de todas elas por ofertas melhores. Esse giro pelo mercado, se posso chamá-lo assim, me ajudou a avaliar melhor as coisas, e cheguei à conclusão de que a segunda empresa em que trabalhei me oferecia oportunidades que eu não cheguei a ver com clareza quando estava nela. Penso em retornar e pergunto se vou queimar meu filme caso faça um contato com o meu antigo gestor, que ainda continua no mesmo cargo."

Bom, tudo depende de como você saiu. Se foi uma rescisão amigável, ajuda muito. Se aquela empresa recontrata funcionários que saíram, ajuda mais ainda, porque há muitas que não recontratam.

Como você deve ter colegas naquela empresa, um deles poderia insinuar ao gestor que você estaria interessado em voltar, para sentir qual seria a reação dele. Se for de abertura, você poderá fazer o contato já sabendo da receptividade que terá.

Bom, e se o gestor lhe oferecer uma posição inferior à que você tinha? Minha sugestão é que você a aceite, considerando-se o que você mesmo disse, que as oportunidades existem. E, em breve tempo, você recuperará a posição que tinha e poderá ambicionar a outras ainda melhores.

O seu caso vale para muitos de nossos ouvintes. Sair de uma empresa não é crime, nem pecado. Mas sair bem dela é antecipar que nada é definitivo e que a possibilidade de um retorno deve ser sempre considerada.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin