2018-03-19

Não force indicação de um amigo para vaga sem conhecer bem o histórico dele - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 19/03/2018, com uma ouvinte que tem um amigo que lhe pediu para entregar o currículo dele para o presidente da empresa onde ela trabalha.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Não force indicação de um amigo para vaga sem conhecer bem o histórico dele

indicação trabalho networking

Uma ouvinte escreve: "Sou secretária do presidente de uma grande empresa nacional. Trabalho com ele há oito anos, mas não temos muita intimidade, especialmente porque sou bastante introvertida. Um amigo me pediu para entregar o currículo dele para meu chefe, pedindo o favor pessoal de recomendá-lo para uma possível vaga. Qual é a sua opinião sobre isso?"

Você pode atender ao pedido do seu amigo, entregando o currículo dele, ou para o setor de recursos humanos, ou para um gestor específico, aquele do setor em que seu amigo pleiteia a vaga.

Imagino que se você tentar entregar o currículo diretamente a seu presidente, ele lhe dirá para encaminhá-lo à área competente. De maneira geral, muitos funcionários graduados em empresa têm contato com presidentes. E eles preservam a posição que ocupam, solicitando que as solicitações sejam sempre encaminhadas através dos canais adequados.

Mais uma coisa. Ao entregar o currículo para os gestores mencionados, sugiro que você não corra o risco de forçar a recomendação do seu amigo, caso você não saiba se ele tem um histórico de competência em empregos anteriores. Permita então, que os gestores que possuem informações sobre o perfil que desejam em seus subordinados, façam essa avaliação por conta própria.

E não se preocupe, porque só o fato do seu amigo poder encaminhar o currículo através de você, certamente irá fazer com que o assunto mereça a devida atenção.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin