2018-03-13

'Fui encarregado das atividades do meu setor há cinco meses, mas não tive reajuste' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 13/03/2018, com um ouvinte que ficou encarregado do seu setor, mas que ainda não recebeu nenhum aumento por isso.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Fui encarregado das atividades do meu setor há cinco meses, mas não tive reajuste'

reajuste salarial

Um ouvinte escreve: "Sou assistente administrativo, mas uma série de mudanças internas na empresa, fizeram com que o meu superior imediato assumisse outra área, e eu ficasse encarregado das atividades do meu setor. O gerente da área atual me disse que a minha função seria alterada e que eu receberia um reajuste, mas se passaram cinco meses e nada disso aconteceu.

Segundo o que o gerente me diz, está faltando apenas a autorização de recursos humanos. Devo continuar aguardando ou há algo que eu possa fazer para apressar essa situação?"


Bom, primeiro, há algo estranho na desculpa que você está ouvindo. Em todas as empresas que eu conheço, a área de recursos humanos não autoriza aumentos, ela apenas dá segmento imediato a uma solicitação encaminhada pelo gerente da área e aprovada pelo respectivo diretor.

Portanto, por algum motivo, você está sendo enrolado e ninguém ainda lhe disse porquê. Ou você ainda não demonstrou plenamente que pode coordenar o seu setor, ou a empresa não está concedendo aumentos para ninguém, ou o gerente atual está considerando trazer alguém para ocupar a vaga de coordenação que você ocuparia.

Você poderia pedir a seu gerente que ele fizesse uma avaliação do seu trabalho até agora. Isso lhe daria uma pista sobre as intenções dele. Dependendo do que você ouvir, você saberá se está na função para ficar, ou se está apenas tapando buraco por mais tempo do que deveria.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin