2011-11-14

A cilada da pergunta que o candidato não quer ter de responder - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 14/11/2011, sobre aquelas perguntas difíceis em uma entrevista de emprego.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

A cilada da pergunta que o candidato não quer ter de responder

pergunta difícil

Uma ouvinte recém casada escreve: "Fiz várias entrevistas e a pergunta que está me impedindo de conseguir um emprego é: você pretende ter filhos?"

Vamos lá então. Em qualquer entrevista, a pergunta mais difícil de responder é aquela que a pessoa botou na cabeça que não vai saber como responder. Para a nossa ouvinte, é a maternidade. Talvez porque ela pretenda ter filhos, mas sabe que se responder com sinceridade, corre o risco de perder a vaga para outra candidata.

Mas outros ouvintes me escreveram mencionando perguntas diferentes. Alguns exemplos: "Por que você ficou tão pouco tempo em seu último emprego?" Ou "por que você está procurando uma vaga na área administrativa se é formado em biologia?"

O que normalmente acontece é que o candidato fica torcendo para que uma determinada pergunta não seja feita. E quando ela é, a linguagem corporal imediatamente entrega o nervosismo do candidato. Desviar o olhar, apertar as mãos, ajeitar-se na cadeira ou iniciar a resposta sem convicção são coisas que o entrevistador percebe. E aí, ele tenta descobrir qual a razão para o candidato estar tão pouco a vontade.

A verdade é que não existem perguntas difíceis em entrevistas. Existem apenas respostas mal preparadas. É preciso ensaiar bem a resposta àquela pergunta que mais assusta. E repeti-la várias vezes em voz alta, em casa, na frente do espelho, até se sentir a vontade com o tom e com o conteúdo.

No caso da nossa ouvinte, ao ouvir a pergunta sobre se pretende ter filhos, basta que ela responda com naturalidade: "Não, nos próximos dez anos". Só isso. E o entrevistador passará para a pergunta seguinte.

Outra dica: falar muito é sinal de insegurança. Muitos candidatos se traem ao dar respostas longas para perguntas que poderiam ser respondidas em poucas palavras.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin