2011-11-30

É hora de fazer as malas, deixar a Europa e voltar para o Brasil? - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 30/11/2011, sobre se é hora de deixar a Europa por causa da crise por lá.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

É hora de fazer as malas, deixar a Europa e voltar para o Brasil?

viagem europa

Ouvintes do site da CBN que estão trabalhando no exterior ocasionalmente escrevem para relatar suas experiências. Nos últimos anos, a quase totalidade das mensagens vinha dos Estados Unidos e do Japão. De uns meses para cá, comecei a receber mensagens de brasileiros que trabalham na Europa. E elas estão ficando mais frequentes.

Esses ouvintes se confessam preocupados porque as empresas em que trabalham estão bem pessimistas com os rumos da economia europeia. Em várias delas, a direção já deixou claro que em 2012 os resultados terão que vir de operações em países emergentes, incluindo o Brasil, e que as operações na Europa provavelmente sofrerão uma sensível queda de volume e rentabilidade, em relação a 2011. E a dúvida é: está na hora de arrumar as malas e voltar para o Brasil?

Bom, a preocupação dos brasileiros que trabalham em alguns países da Europa é válida. Neles, sempre que uma crise recrudesce e começa a gerar desemprego, surge aquele discurso de que os trabalhadores locais precisam ser protegidos. Os políticos, principalmente os de direita, transformam esse temor em plataforma eleitoral e conseguem facilmente o apoio popular. E as empresas, ao fazer demissões, principalmente nas funções de baixa especialização, optam por preservar os nativos, para não se indispor com a opinião pública.

Apesar disso, não me parece sensato que um brasileiro que trabalhe na Europa entre em pânico, peça demissão e volte correndo. Até porque não sabemos o que irá acontecer com o Brasil caso a crise afete fortemente toda a Europa e se espalhe pelo mundo. Estamos bem, mas não estamos imunes e nem blindados.

De qualquer forma, seria prudente atualizar o currículo e ativar os contatos por aqui. Se não por pessimismo, pelo menos por precaução.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin