2011-11-09

Curta-documentário sobre a floresta dos suicídios no Japão

O número de suicídios no Japão é extremamente alto, levando-se em conta os países desenvolvidos. De fato, já se tornou uma questão sobre a sociedade em si, não apenas um problema individual de poucos, que justamente, não conseguem se adaptar à sociedade.

aokigahara floresta suicídios

Aos pés da montanha mais famosa e símbolo do Japão, o Monte Fuji, existe uma floresta que tem sido palco de frequentes suicídios, a floresta de Aokigahara. Nâo se sabe exatamente como o local se tornou um "popular" local para suicidas, mas desconfia-se que seja devido a um romance escrito em 1960, em que dois amantes se suicidam na floresta no final. Entretanto, o local tem sido associado a morte muito antes disso, o que não é difícil de se imaginar: Aokigahara também é conhecida como Jukai, ou mar de árvores, pois a sua densa floresta vista do alto se assemelha a um mar, e toda floresta densa, desabitada e praticamente deserta tem um ar sombrio.

O curta documentário abaixo acompanha um dia do geologista Azusa Hayano. Ele estuda o solo vulcânico em volta do Monte Fuji, e convive quase que diariamente com a floresta e seus visitantes, tornando-se também um "guarda contra suicídios". Em 20 anos, Hayano diz ter encontrado já cerca de 100 corpos na floresta. Vejam o vídeo (contém imagens reais de pessoas mortas), que está legendado em inglês:



Apesar deste fato macabro, a floresta de Aokigahara é um famoso ponto turístico, que tem trilhas para formações rochosas e cavernas populares entre turistas. Essas trilhas são bem demarcadas, então o perigo para alguém se perder e morrer "sem querer" não é tão grande assim. Devido a sua natureza fechada, fora das trilhas oficiais é fácil se perder, por isso, muitos que vão ali se suicidar, mas sem plena convicção, amarram fitas plásticas nas árvores, para poderem voltar à trilha, caso não concretizem o suicídio. Entretanto, se caso eles realmente se suicidem, a fita fica ali, como um caminho levando ao corpo. "Na maioria dos casos, se você seguir a fita, você encontra algo no final.", diz Hayano.

Já tinha lido sobre o fenômeno dessa floresta em algum lugar, mas não lembro exatamente onde. Entretanto, ao ver as imagens, tudo se torna mais pesado, mais real. E principalmente triste. Como o próprio Hayano diz, "mesmo que você encare o corpo de um suicida, ele não pode te atacar, então não é assustador". O sentimento que prevalece ali é a tristeza. "Você acha que morre sozinho, mas isso não é verdade. Ninguém é sozinho neste mundo. Nós temos que coexistir e tomar conta uns dos outros. É assim que eu vejo", diz o senhor Hayano.

Dica via Empty Kingdom - Aokigahara Suicide Forest.

2 comments:

Cintia Yamane said...
This comment has been removed by the author.
Cintia Yamane said...

nossa.. eu to vendo esse video ai... devia dar moh trabalho ir ate ai pra se matar sozinho, era mais facil pular da ponte,ne?

Blog Widget by LinkWithin