2011-11-01

Decisão unânime do STF encerra discussão sobre legalidade de prova da OAB - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 01/11/2011, sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal acerca da legalidade da prova da OAB, encerrando o assunto.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Decisão unânime do STF encerra discussão sobre legalidade de prova da OAB

prova oab exame

Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal considerou o Exame da OAB constitucional. A decisão teve e aprovação unânime dos magistrados e encerra a discussão sobre a legalidade ou não do exame.

A decisão frustrou a maioria dos bacharéis em Direito formados no Brasil nos últimos dez anos, já que em média, apenas um em cada oito foi aprovado no Exame. O relator do processo mencionou o baixo nível de muitos cursos de Direito como um dos motivos para o Exame. Se a decisão do STF é incontestável, a afirmação do relator merece uma reflexão.

Há muitos outros cursos superiores no Brasil, e boa parte deles também é de baixo nível. Nesse caso, por que os formandos em Engenharia, Economia e Administração, por exemplo, não estariam sujeitos às mesmas regras que os bacharéis de Direito? A resposta é porque o próprio mercado de trabalho se encarrega de fazer a seleção na vida prática, como vem fazendo desde sempre.

De qualquer forma, estamos chegando ao fim do ano e muitos jovens estão em vias de optar por um curso superior. Para aqueles que estão pensando em cursar Direito para advogar ou prestar concurso, o lembrete é que somente depois de cinco anos eles irão descobrir se estarão legalmente autorizados a perseguir a carreira desejada.

Uma dica é procurar saber qual tem sido o percentual de aprovação no exame da OAB dos alunos da faculdade escolhida. Se o índice for muito baixo, ou zero, isso não deve desestimular ninguém, porque há alguns alunos que são melhores do que as faculdades que frequentam.

Já para quem não tem tanta confiança em si mesmo, seria prudente confiar nas estatísticas. E quem sabe, avaliar cursos em outras áreas, que ofereçam possibilidades mais imediatas de carreira.

Max Gehringer, para CBN.

2 comments:

O Divã Dellas said...

A decisão de mudar d carreira me troux o direito como o curso pretendido, mas essa cleuma envolvendo a prova da OAB é desencorajadora, não vou mentir...

Mas, vou insitir na minha decisão, tenho mais algum (pouco) tempo pra pensar sobre o que quero.

O problema é que as vezes me pego pensando e descubro que não estou totalmente certa disso.

O Divã Dellas said...

Ah, esqueci de assinar:

Verônica

Blog Widget by LinkWithin