2012-03-06

As diferentes formas de falar dos profissionais - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 06/03/2012, com mais um clássico do mundo corporativo, com as diferentes formas de falar dos diferentes profissionais.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

As diferentes formas de falar dos profissionais

falatório

Todo mundo sabe que cada profissão tem lá a sua maneira particular de se expressar. Economista fala diferente de advogado, que fala diferente de engenheiro, que fala diferente de médico, e todos eles falam diferente de nós.

Aliás, outro dia eu fui ao médico. Ele olhou o meu exame, fez aquela cara de especialista e me deu o seguinte diagnóstico: "É um processo de intumescência resultante de lesão inflamatória com necrose subcutânea". Apavorado, eu perguntei quanto tempo de vida ainda me restava. e ele explicou: "Ah, não se preocupe, é só um furúnculo".

Nas empresas é a mesma coisa. Em marketing, se diz que é preciso fazer um brainstorming e extrapolar os dados. Em recursos humanos, que, enquanto seres funcionais, temos que vivenciar parâmetros holísticos. Na área de engenharia, que um fato se deve a fatores inerciais de natureza não-técnica. E em sistemas, que tudo é uma questão de reformatação de conteúdo.

Essa foi uma das muitas lições que eu aprendi na vida corporativa. Quando eu tinha alguma dúvida, não deixava de pedir a opinião de grandes especialistas, porque sempre aprendia com eles alguma palavra nova. Mas em seguida, eu ia falar com o seu Anselmo, da contabilidade, e ele me explicava direitinho a situação: "Acho bom você abrir o olho porque vem chumbo grosso por aí".

É por isso que o seu Anselmo, que estava na mesma função já fazia 25 anos, nunca havia sido cogitado para uma promoção. Não que ele tivesse lá muitos defeitos, até pelo contrário. Mas tinha um que era imperdoável do ponto de vista corporativo: todo mundo entendia o que ele falava.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin