2012-03-07

Relaxe e complique - ou O Português Corporativo - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 07/03/2012, com mais um clássico do mundo corporativo, com uma releitura do comentário sobre o português corporativo, de março de 2009, sobre como o português usado nos planos estratégicos das empresas é complicado (e continuará sendo).

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Relaxe e complique

complicado

Um ouvinte escreve para dizer que foi promovido a encarregado. Parabéns! E também para contar que em sua nova função, ganhou o direito de opinar sobre o plano estratégico de sua empresa.

Ele que recebeu um calhamaço de papel para ler e depois de ler uma dúzia de vezes, não conseguiu ver no plano estratégico, nada que fosse vagamente parecido com as coisas que aconteciam no dia a dia da empresa. E me pede para ajudá-lo a compreender.

É bem simples. Os planos estratégicos são redigidos num idioma diferente, chamado português corporativo. Uma língua tão complicada que nem é falada, é apenas escrita. Para facilitar, eu vou lhe dar 3 exemplos de coisas simples, que fazemos todos os dias, mas que ganham uma nova dimensão quando são escritas em português corporativo.

Primeira: implementar a substituição estratégica de equipamento periférico gerando alto grau de luminosidade adequada ao ambiente criativo. Isso significa trocar a lâmpada queimada do banheiro.

Segunda: avaliar as vantagens da implantação imediata de um programa emergencial de governança financeira doméstica balanceada. Isso quer dizer: parar de estourar o cheque especial.

E terceira: esquematizar a agenda de atividades de maneira a criar um gap vital para o atendimento imediato às demandas biológicas essenciais. Em português normal seria tirar um cochilo depois do almoço.

Por isso, caro neo-encarregado, não se preocupe. Sua empresa continua a mesma que era antes. Em sua nova função, você apenas ganhou o direito de complicar. Por isso, relaxe e complique. Porque se você mostrar competência para complicar, tem boas chances de ser promovido a gerente.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin