2012-03-14

O que vale mais no mercado de trabalho: a teoria ou a prática? - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 14/03/2012, com mais um clássico do mundo corporativo, sobre o que vale mais no mercado de trabalho, a teoria ou a prática?

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

O que vale mais no mercado de trabalho: a teoria ou a prática?

técnico de televisão

O que vale mais no mercado de trabalho: a teoria ou a prática? A resposta é até meio óbvia: vale mais quem sabe como transformar a teoria em resultados práticos. Mas vamos à explicação.

De cada mil pessoas que assistem televisão, talvez uma tenha umavaga noção de como as imagens são captadas e transmitidas. Eu estou entre as 999 que não fazem nem ideia. Porque nenhum de nós precisa entender de captação, transmissão e recepção para poder desfrutar do resultado. A gente só tem que apertar um botão no controle remoto e o milagre acontece. Mas aparelhos de televisão às vezes pifam. E aí é preciso chamar um técnico.

O técnico é um especialista. Portanto, ele sabe como a televisão funciona, certo? Hmmm... Não. Salvo raras exceções, um técnico sabe porque a televisão pifou, mas não como ela gera e transmite imagens. Mas o seu conhecimento, tanto teórico quanto prático, permite que ele faça o que se espera que ele faça, que é consertar o aparelho.

No fundo, a empresa vê um funcionário da mesma maneira que nós vemos o técnico de televisão. Se ele nos der uma brilhante aula teórica de como a televisão funciona, mas não resolver o problema da imagem, nós vamos procurar outro técnico.

Em minha carreira profissional, eu cansei de ver colegas cheios de diplomas que entendiam de tudo e sabiam explicar qualquer coisa detalhadamente. Mas, na hora de uma promoção, eles eram ultrapassados por outros, com menos formação acadêmica, mas com uma visão bem mais realista do que a empresa esperava deles.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin