2013-03-22

Entrevistas de emprego: Não conte o motivo da demissão - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 22/03/2013, sobre como em entrevistas de emprego a positividade do entrevistado é melhor do que a sua sinceridade. E sobre o assunto contar ou não o motivo da demissão da empresa anterior, pode ler também os comentários anteriores:

- Não se deve falar mal da empresa anterior voluntariamente
- O que responder sobre o porquê da saída do último emprego?
- Por que você saiu do seu último emprego?

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Não conte o motivo da demissão

shhhh quieto

Uma ouvinte diz que está com um grande problema. Ela está fazendo várias entrevistas de emprego e sempre emperra na mesma pergunta: "Por que você saiu de sua última empresa?"

Acontece que a nossa ouvinte saiu da última empresa porque foi vítima de duas colegas sem escrúpulos. Através de fofocas, as duas conseguiram puxar o tapete da nossa ouvinte, que acabou sendo injustamente dispensada. O problema é que quando ela conta os detalhes sórdidos dessa conspiração, o entrevistador não demonstra um pingo de simpatia. Um deles até começou a fazer rabiscos numa folha de papel. E a nossa ouvinte pergunta se o mundo ficou insensível ou se ela deve esconder a verdade.

A resposta certa é a letra B. Não conte a verdade, porque ela é a sua verdade. E por mais verdadeira que possa ser, ela será sempre interpretada pelo entrevistador como sendo a sua versão dos fatos. Com certeza, se o entrevistador resolver consultar alguém de sua ex-empresa, essa pessoa contará uma outra história, diferente da sua. Mas, como entrevistadores não têm tempo para fazer acareações, o mais simples é eliminar o candidato do processo.

De modo geral, entrevistadores não apreciam candidatos que falam mal da empresa anterior. Porque, um dia, esses candidatos poderão vir a falar mal da empresa que os está contratando agora. O que você pode dizer, embora lhe doa, é que saiu em uma reestruturação de funções. Você gostava do ambiente e dos colegas e aprendeu muito durante a sua passagem por lá. Só isso e você estará pronta para a próxima pergunta.

Fica então a dica: entrevistadores apreciam pessoas sinceras, mas contratam pessoas positivas.

Max Gehringer, para CBN.

4 comments:

Ana P. said...

meu, eu evito (embora nem sempre com sucesso) falar mal da empresa até nas redes sociais!

imagina numa entrevista de emprego. nego confunde entrevista de emprego com aqueles caderninhos de enquete da adolescência, sabe? acha que nego quer saber a vida toda deles. é só resumir!

Anonymous said...

Eu basicamente odiei uma determinada empresa na qual trabalhei. Houve puxada de tapete, assédio moral, muitos conflitos e fofocas pelas costas. Mas nunca falei mal. Pelo contrário. Em todas as entrevistas posteriores, sempre falei lindamente da tal empresa - na hora de explicar o motivo da saída, nada melhor do que o bom e velho "corte de custos". Não tem erro: nunca deixei de ser contratada em nenhuma entrevista de emprego para a qual me candidatei. É facílimo manipular os recrutadores. Basta fingir que sempre gostou de todo mundo nos empregos anteriores, dizer que gosta de trabalhar em equipe (eu detesto, mas sempre minto), falar com confiança, porém nunca agir com arrogância (nego adora a postura no estilo "sou bom no que faço, adoro meu trabalho, mas sou humano e sei que posso cometer erros, mas sempre darei o melhor de mim para revertê-los").

Unknown said...

Fui vítima de uma pessoa dentro da empressa.
Sempre que eu falo a verdade eu não passo ..
-oque eu devo falar realmente?

luciene Ves said...

Fui vítima de uma pessoa dentro da empressa.
Sempre que eu falo a verdade eu não passo ..
-oque eu devo falar realmente?

Blog Widget by LinkWithin