2013-07-11

'Acabei de ser contratado e fui informado que só receberei o salário combinado no próximo dissídio' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 11/07/2013, com o caso de um ouvinte que foi contratado e só ficou sabendo nessa hora que o salário combinado só será pago depois de um tempo.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Acabei de ser contratado e fui informado que só receberei o salário combinado no próximo dissídio'

salário dinheiro voando

"Estou vivendo uma situação muito desconfortável", um ouvinte escreve e explica: "Recebi um convite para trabalhar em outra empresa e aceitei, porque o salário era quase 40% superior. Pedi demissão, tive que dar longas explicações a meu gerente, que ficou muito irritado com a minha saída, e cumpri o meu aviso prévio.

Ao me apresentar à nova empresa, fui informado, para minha surpresa, que o salário oferecido não poderá ser pago de imediato por uma série de motivos até compreensíveis, mas que eu receberia o que me foi prometido no próximo dissídio, que irá ocorrer daqui a seis meses. Fiquei sem saber o que dizer. Nada disso me foi falado durante o processo seletivo. E se tivesse sido, eu não teria saído da minha ex-empresa. O que faço?"


Bom, se você não tem nenhum documento que comprove o que você afirmou ou alguma testemunha que possa corroborar a sua história, peça para sua empresa atual lhe dar uma carta comprometendo-se a pagar o salário combinado, daqui a seis meses. Isso seria menos desgastante e mais eficaz do que você tentar mover um processo trabalhista, que se arrastaria por meses ou anos, e que resultaria em seu prejuízo mesmo que você ganhasse a causa, porque você ficaria temporariamente desempregado.

E se a empresa se negar a lhe dar essa carta? Aí não restam muitas dúvidas de que você foi enganado. Mesmo que, como você escreveu, as explicações dadas possam ser compreensíveis. Procure então um bom advogado trabalhista e exponha a ele a sua situação.

Lamento que isso tenha lhe acontecido. Mas uma dica para os nossos ouvintes é sempre solicitar um documento da empresa contratante confirmando o salário oferecido e as demais condições, antes de pedir a conta. Confiança é bom, mas confiança por escrito é melhor.

Max Gehringer, para CBN.

1 comment:

Terry said...

This is great!

Blog Widget by LinkWithin