2013-07-31

Cuidado com os palpites em outras áreas - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 31/07/2013, com um ouvinte que vê muita coisa errada em outra área da empresa e não sabe o que fazer.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Cuidado com os palpites em outras áreas

boca calada

"Estou vivendo uma situação que não sei como conduzir", um ouvinte escreve. "Sou técnico químico e comecei a trabalhar na área de produção de uma empresa, mas em uma função inferior a minha formação: fui contratado como auxiliar administrativo. O problema é que vejo muita coisa errada na área produtiva, tanto no tocante a normas e procedimentos, quanto na parte de higiene. Tenho muito interesse em conseguir uma transferência para o setor de controle de qualidade, mas não sei se expressar o que eu sinto, em função do curso que fiz, irá me beneficiar ou me prejudicar."

Vamos lá. Na maioria dos casos como o seu, deixar de fazer o que você foi contratado para fazer e dar palpites, mesmo que bem intencionados e bem fundamentados, em outra área da empresa, teria um efeito negativo. Existem empresas que são exceções a essa regra, mas são bem poucas. E mesmo assim, elas só permitem que alguém fale do vizinho depois de ter acumulado algum tempo e bons resultados no próprio quintal. Esse ainda não é o seu caso, porque você acaba de ser contratado.

Mesmo que você proponha mudanças que façam sentido, os responsáveis pela produção e pela qualidade não irão reagir bem, porque se sentirão ameaçados. Isso está certo? Claro que não. Mas você não está apenas lidando com normas e padrões técnicos. Está lidando com a natureza humana, que é sujeita a reações emocionais.

A sugestão que posso lhe dar é a de conseguir respeito pelo que você é pago para fazer, para depois pedir uma oportunidade na área de qualidade. E nesse meio tempo seria recomendável que você continuasse observando o que não parece bom, mas guardasse as suas opiniões para si mesmo.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin