2014-02-11

'Fui promovido a gestor e não sei se devo ser mais operacional ou estratégico' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 11/02/2014, com uma regra básica de sobrevivência profissional para um novo gestor.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Fui promovido a gestor e não sei se devo ser mais operacional ou estratégico'

liderança estratégica

Um ouvinte escreve: "Fui promovido a gestor. Essa será minha primeira experiência com subordinados diretos. Pergunto o que será mais importante nessa nova etapa: ser mais operacional ou mais estratégico?"

Boa pergunta. A falta de visão estratégica pode produzir resultados imediatos, mas também pode comprometer o futuro da empresa. Mas é igualmente ruim o excesso de visão estratégica, típico de quem varre os problemas urgentes para baixo do tapete e passa o tempo elaborando planos e fazendo promessas.

Por isso, as boas empresas buscam gestores capazes de equilibrar, sensatamente, ações de curto prazo e planos de longo prazo. E isso se aplica tanto à gestão dos negócios quanto à gestão de pessoas.

Então, uma regra básica de sobrevivência profissional para um novo gestor, como você, seria a seguinte: conseguir a confiança da direção da empresa no curto prazo e a confiança dos subordinados no longo prazo. Para isso, o gestor precisa entender o que a empresa quer dele hoje. E o que os subordinados esperam dele amanhã.

No primeiro caso, gerar resultados acima das metas e objetivos. E no segundo, gastar uma boa parcela do tempo conversando com os subordinados, entendendo suas necessidades e propondo ações para que cada um possa se desenvolver e se aperfeiçoar. Um bom gestor, por exemplo, incentiva o subordinado a fazer cursos e consegue que a empresa colabore pagando, no todo ou em parte.

Por experiência pessoal, posso lhe assegurar que um gestor bem sucedido no item dois, a gestão eficiente de pessoas, consegue resultados melhores no item um, a lucratividade.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin