2014-02-24

'Posso retirar o cargo de chefe do currículo, já que não quero mais essa função?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/02/2014, com um ouvinte que foi chefe mas não quer mais exercer essa função num novo emprego.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Posso retirar o cargo de chefe do currículo, já que não quero mais essa função?'

currículo chefe

Escreve um ouvinte: "Tenho 30 anos e toda a minha carreira profissional se resume a uma única empresa, na qual trabalhei 9 anos. Durante cinco meses ocupei um cargo de chefia e esse acabou sendo o motivo de minha demissão. Não consegui atuar como chefe, algo que eu já temia antes mesmo de ser promovido. Mas a empresa insistiu para que eu aceitasse a promoção e acabei aceitando. Como não quero mais saber de chefiar equipes, porque acredito que sou mais efetivo como subordinado, pergunto se posso retirar do currículo esse cargo que ocupei."

Bom, poder, você pode. Mas creio que esse cargo conste em sua carteira profissional. E portanto, não poderá ser simplesmente apagado de sua história. Por outro lado, o motivo de sua demissão certamente lhe será perguntado, porque não é comum alguém ser dispensado depois de nove anos de bom trabalho sem uma razão que faça sentido.

Nas entrevistas que fará, você deve estar preparado para explicar que aceitou uma promoção contra a sua vontade, mas sem que isso passe ao entrevistador a impressão de que você é acomodado e não tem ambições na carreira.

Deixe bem claro que você pretende continuar estudando e se atualizando. E que não tem receio de mudar de função, apenas não deseja ter subordinados diretos porque já descobriu que esse não é o seu forte. Mas não estique demais esse assunto para não passar a ideia de que os sete meses marcaram mais você do que os oito anos e meio de bom desempenho.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin