2015-01-19

Aprenda a ser Chefe: Conviva com chefes que não são o modelo que você pretende seguir - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 19/01/2015, com a série "Aprenda a ser Chefe", sobre como conviver com um chefe que não é nada parecido com o modelo de chefe que você espera, pode ser um grande aprendizado.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Aprenda a ser Chefe: Conviva com chefes que não são o modelo que você pretende seguir

chefe bom ruim

Uma bela maneira de começarmos um aprendizado para ser chefe é o de lidarmos com um chefe que não espelha o que esperamos de um chefe e nem de longe se parece com aquilo que queremos ser quando assumirmos a nossa primeira chefia.

Por exemplo, você é energético, criativo, desbravador, cheio de ideias e adepto de mudanças. E o seu chefe é um conservador de carteirinha. Ele não acredita em novidades, acha que novos métodos são apenas enrolação para vender livros ou consultorias. Ele se recusa a aprender coisas óbvias no mercado de trabalho, como idiomas ou informática. Mas o pior mesmo é que ele rejeita sugestões, qualquer sugestão que não seja a de deixar tudo como está.

Para o chefe conservador, não existem alternativas. Ele se orienta pelo que já foi feito e deu certo. E o subordinado de um chefe assim, acabou sendo quem? Você, que foi contratado depois de um processo de seleção duríssimo, e que conseguiu a vaga porque demonstrou ser energético, criativo e ambicioso.

Só que, para o chefe conservador, tudo o que era virtude na seleção agora virou defeito. Ele diz que você só reclama, quando você está somente tentando propor opções mais viáveis, mais progressistas e mais baratas, para coisas que vêm sendo feitas do mesmo jeito desde os tempos das barbas de Dom Pedro.

O que você deve fazer? Pedir a conta? Talvez. Mas, se os outros chefes da empresa não forem tão conservadores como o seu, você pode usar esse tempo para aprender. Se você é um profissional do século 21, com um chefe do século 19, encare a sua situação como uma experiência passageira e não como um castigo eterno.

Conviver temporariamente com chefes que não são o modelo do chefe que você pretende ser, só irá ajudá-lo a reforçar as suas convicções e a sua paciência.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin