2015-05-15

Chefe barrou todas as tentativas de transferência interna - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 13/05/2015, com uma ouvinte que tem um chefe autocrático que não deixa seus subordinados mudarem de setor.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Chefe barrou todas as tentativas de transferência interna

gaiola liberdade

Uma ouvinte escreve: "Tenho um chefe que eu definiria como 'um patrão sem empresa'. Ele age como se os subordinados fossem propriedade pessoal dele, e não funcionários de uma empresa. Alguns colegas meus tiveram a audácia de solicitar uma transferência para outro setor e o nosso chefe reagiu como se isso fosse uma ofensa e barrou todas as tentativas de mudanças internas.

Eu sei que a melhor solução seria mudar de emprego, mas a questão é que o meu salário é bom, mais alto do que o de amigos meus que trabalham em funções semelhantes à minha, em outras empresas. O que faço? Fico e aceito que estou presa em uma gaiola de portas abertas, mas que não vale a pena voar para fora dela?"


Vamos lá. Chefes autocráticos, como o que você descreveu, costumam ser também, e ao mesmo tempo, paternalistas e insensíveis. Eles parecem proteger os subordinados, mas não hesitam em se livrar deles ao menor sinal de desobediência.

Por isso, o seu maior risco é deixar o tempo passar e um dia ser surpreendida por uma demissão que você irá considerar injusta e inexplicável, mas que se encaixa no perfil de chefes como o que você tem.

Por isso, vale a pena você escapar da gaiola. Mesmo com um salário mais baixo num primeiro momento, mas mudando para uma empresa que lhe dê as oportunidades que você já sabe que não irá ter na empresa atual. Quando elas vierem, o que você perder na saída será mais que compensado no futuro.

Ou isso ou esperar que seu chefe mude de atitude ou de empresa, duas coisas que parecem pouco prováveis em médio prazo.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin