2016-01-04

Não existe hora certa ou errada para pleitear um aumento - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/01/2016, sobre como não existe uma hora certa ou errada para pedir um aumento.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Não existe hora certa ou errada para pleitear um aumento

pedindo aumento de salário

Um ouvinte escreve: "Há dois anos, solicitei à empresa em que trabalho um patrocínio para um curso de MBA. Consegui que a empresa me pagasse metade do valor do curso. Agora acabei de concluí-lo e julgo que ele me auxiliou bastante no tocante a meu desempenho e a sugestões que pude apresentar para melhorias em meu setor. Em vista disso, cogito solicitar um aumento salarial a meu gerente, mas tenho dúvidas se este é o melhor momento para fazer esse pedido, em função da situação econômica que o país atravessa. Seria mais prudente eu esperar?"

Não, você deve fazer o pedido. Não existe hora certa ou errada para pleitear um aumento. O que existe é o arsenal de desculpas que a empresa utiliza para não concedê-lo. A crise econômica pode ser a desculpa da hora, mas se não houvesse crise, nem por isso não haveria outras desculpas.

O que eu lhe sugiro é não mencionar o MBA na conversa que você terá. Ele é um investimento que a empresa fez em você. E a melhoria em seu desempenho é apenas o retorno esperado desse investimento. Como você não quererá ouvir isso, vá à conversa com o seu gerente munido de dados que não possam ser desmentidos. Por exemplo, qual foi o resultado numérico de suas recentes sugestões.

E prepare-se para ouvir um eventual "não", mas não deixe que isso influa em seu ânimo. Uma solicitação negada não é uma solicitação perdida. O seu gerente ficará sabendo que você deseja um reajuste e entenderá porque você o merece. E isso já o colocará na dianteira da fila dos potenciais aumentáveis.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin