2016-09-09

'Como justificar que tive quatro empregos nos últimos dois anos?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 09/09/2016, com um ouvinte que teve quatro empregos nos últimos dois anos e quer saber como pode ir bem no mercado de trabalho.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Como justificar que tive quatro empregos nos últimos dois anos?'

alta rotatividade nas empresas

Um ouvinte escreve: "Tive quatro empregos nos últimos dois anos. Sei que essa mobilidade talvez possa vir a prejudicar a minha carreira. E pergunto: como posso contornar essa situação em entrevistas?"

A boa notícia é que você não precisará contorná-la. Existem empresas que contratam funcionários pensando apenas no curtíssimo prazo, isto é, metas imediatas e arrojadas a serem cumpridas. Empresas assim não se incomodam com a carreira pregressa dos candidatos, desde que eles entreguem o resultado.

Não estou dizendo que esse tipo de empresa seja ruim, muito pelo contrário, muitas delas crescem exatamente por serem como são, agressivas ao extremo. Outra característica dessas empresas é que elas estão preparadas para substituir os funcionários que saem: a integração é rápida e sempre há um banco de dados para repor os demissionários.

É claro que também existem empresas tradicionais, que oferecem planos de carreira e preferem empregados que apreciem a estabilidade e que tenham paciência para passar vários anos na mesma função, antes de serem considerados para uma promoção.

Mas o seu perfil não se adaptaria a uma delas, porque o seu histórico já mostra que você prefere a mobilidade, como muitos jovens vêm fazendo. Então basta você concentrar a sua busca em empresas com alta rotatividade. Já as outras, as mais conservadoras, você não precisará se preocupar em contornar, porque será contornado por elas.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin