2016-09-16

Sites de recrutamento nada têm a ver com o 'golpe do emprego' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 16/09/2016, com um ouvinte que foi vítima do "golpe do emprego".

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Sites de recrutamento nada têm a ver com o 'golpe do emprego'

golpe do emprego

Um ouvinte escreve: "Comecei a procurar um novo emprego depois de ser demitido por uma empresa na qual trabalhei 12 anos. Aconselhado por amigos, inseri meu currículo em sites de empregos. E apenas três dias depois, recebi um contato de uma agência de recolocação, que me deu uma ótima notícia: havia uma vaga que era perfeita para mim, com uma remuneração 35% maior do que a que eu tinha em meu último emprego.

Achei que tinha tirado a sorte grande, já que só leio e ouço que está muito difícil conseguir um emprego. Marquei uma entrevista com a agência e fui informado de que a vaga estava praticamente garantida, desde que eu pagasse ..."


Pausa. Nem vou ler o resto da mensagem do nosso ouvinte. Ele foi atraído para uma arapuca chamada "golpe do emprego". Os sites de empregos nada têm a ver com o golpe, eles apenas são o meio usado para localizar vítimas potenciais.

A dica para todos os nossos ouvintes é a seguinte: não pague nada adiantado. Repetindo: NÃO PAGUE NADA ADIANTADO.

Agências sérias de recrutamento são remuneradas somente pelas empresas que estão em busca de um funcionário e não existe exceção para essa regra.

Se a agência pedir que o candidato a emprego faça um pagamento prévio em troca de um "emprego garantido", ele deve fugir correndo. De preferência pela escada, para não ter que esperar o elevador.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin