2012-04-10

'Como devo me comportar quando recebo elogio?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 10/04/2012, sobre como se comportar e o que dizer quando receber um elogio.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Como devo me comportar quando recebo elogio?'

oh, pare com isso

Um ouvinte pergunta: "Como devo me comportar quando recebo um elogio? Eu sempre respondo 'temos uma boa equipe' ou 'o mérito é de todos', mas na verdade eu sei que estou sendo elogiado por algo que eu fiz e os outros não fizeram. Eu vejo colegas que aproveitam um pequeno elogio para se destacar ainda mais perante o chefe, contando, por exemplo, que estão fazendo algum curso. E tem um outro que aproveita para dar uma puxadinha, dizendo que com o chefe que temos, cada um dá o máximo e mais um pouco. Não sei agir dessa maneira. Qual seria a melhor resposta?"

Bom, seria ouvir o elogio e dizer: "Obrigado". Não é necessário esticar a conversa, porque um elogio não é um convite ao diálogo, e nem é uma avaliação de desempenho. É apenas o reconhecimento por uma tarefa pontualmente bem executada.

Quanto a atribuir os méritos à equipe, deixe isso para os jogadores de futebol. Se o chefe acha que deve elogiar a equipe inteira, ele o fará. Se ele elogiou um só, é porque tem um bom motivo para isso.

Agora o inverso também é verdadeiro. Se o chefe faz uma crítica a algo que não saiu que ele gostaria, não é uma boa ideia o subordinado dar uma desculpa, ou repartir a culpa, ou tentar provar que seus acertos são em número muito maior do que seus eventuais erros. A melhor resposta é "Certo!", num tom sério de quem escutou, entendeu e não vai repetir o erro.

Se o chefe quiser alguma explicação adicional, ele pedirá. Da mesma maneira, se ele quiser ouvir alguma coisa além de "Obrigado" depois de um elogio, ele tomará a iniciativa de prolongar a conversa.

Em resumo, tanto em elogios quanto em críticas, ser lacônico sempre dá resultados melhores do que ser estriônico. Ou puxa-sacônico.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin