2012-04-24

'Como faço para deixar de contribuir com listas para presentes?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/04/2012, sobre como parar de participar de listinhas de presente no trabalho.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Como faço para deixar de contribuir com listas para presentes?'

lista presentes

Um ouvinte se queixa: "Trabalho em um setor no qual pelo menos uma vez por mês é passada uma 'listinha' para que cada funcionário contribua com algum valor. São listas para presentes de aniversário, de casamento, ou porque uma funcionária ganhou nenê, e houve até mesmo uma para ajudar a pagar a operação da mãe de uma colega.

Estou nesta empresa faz apenas quatro meses e comecei a contribuir para não ficar mal visto, mas o fato é que essas contribuições pesam demais em meu bolso. O pior é que nosso chefe vê essa prática como uma forma de integração e fica repetindo que somos uma grande família. Eu gostaria de sair desse círculo vicioso, mas não sei como fazer isso."


Bom, primeiro eu lhe diria que mesmo que esses presentes e ajudas não estivessem pesando em seu orçamento, isso não é integração; é imposição. Eu acredito que existam mais colegas pensando como você, mas eles também preferem contribuir para evitar uma situação desagradável.

Um dia, porém, alguém terá que dizer: "Gente, sinto muito, mas estou com meu orçamento estourado e vou parar de contribuir por enquanto". E esse alguém pode muito bem ser você. Somente após expressar a sua opinião é que você saberá quais serão as consequências. Pode ser que você encontre aliados. Ou pode ser que seja isolado. Ou pode até ser que o pessoal resolva fazer uma lista em seu benefício.

De qualquer forma, já que a prática tem o aval e a participação do chefe, você sozinho não irá conseguir acabar com a festa. Eu lhe sugiro que você não se coloque contra as doações, mas que apenas peça um tempo. Dependendo do que acontecer, você decide se quer continuar fazendo parte dessa grande família ou se muda para uma empresa na qual você seja o único dono do seu salário.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin