2013-02-26

Não pergunte ao diretor o que funcionário demitido disse a portas fechadas - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 26/02/2013, com um ouvinte que está preocupado com o que um funcionário dispensado disse ao seu diretor em uma conversa a portas fechadas.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Não pergunte ao diretor o que funcionário demitido disse a portas fechadas

empregado demitido

Um ouvinte escreve: "Tenho 27 anos de idade e há um ano sou gerente de uma empresa de grande porte. Duas semanas atrás dispensei um funcionário antigo de casa, depois de dar a ele todas as oportunidades para se adaptar aos novos tempos. Cheguei a propor que ele fizesse cursos pagos pela empresa para se atualizar, mas ele não aceitou. Assim como também ignorou as minhas cobranças, conselhos e sugestões. Efetuei a demissão e depois que ela estava concretizada, o funcionário foi chamado à sala do meu diretor e os dois passaram um longo tempo conversando a portas fechadas. O diretor não falou comigo sobre o teor da conversa, mas receio que o demitido tenha me criticado muito, porque sei que ele já fazia isso quando ainda estava trabalhando. Pergunto se devo conversar com meu diretor para aclarar a situação."

Não, não deveria. Em algumas ocasiões, eu mesmo fiz que o seu diretor fez. Se um funcionário antigo era demitido, eu o chamava para conversar com ele, em consideração aos anos que ele havia passado na empresa. Nessas conversas era comum que o demitido fizesse críticas e eu as ouvia. Mas o meu objetivo era apenas o de tentar diminuir o impacto emocional da saída.

Imagino que o seu diretor tenha feito o mesmo. Foi uma conversa pessoal e não uma avaliação de sua atuação como gerente. Se essa fosse a intenção do seu diretor, ele teria meios bem mais eficientes de conseguir informações sobre você e os seus métodos gerenciais.

Portanto, esqueça o assunto. Levando em conta a sua pouca idade e o seu pouco tempo em uma função gerencial, se você fosse falar com o seu diretor, você só passaria a ele duas impressões, e ambas negativas: de imaturidade e de insegurança.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin