2013-02-15

'Empresas têm preconceito com desempregados?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 15/02/2013, sobre se as empresas têm preconceito com os desempregados na hora de seleção de candidatos a uma vaga de emprego.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Empresas têm preconceito com desempregados?'

desempregado currículo

Um ouvinte escreve: "Trabalho em uma empresa que passa por um mal momento. Várias dispensas foram feitas faz dois meses e os que ficaram estão sobrecarregados, porque tiveram que acumular as tarefas dos que saíram. O clima está horrível, porque todos querem se preservar e um fica acusando o outro por qualquer atraso ou erro cometido. Já mandei currículos para outras empresas, já avisei meus amigos que quero mudar de emprego, mas nenhuma proposta apareceu até agora. Pensei em pedir a conta, mas amigos me disseram que isso iria dificultar a minha contratação por outra empresa, porque empresas sempre dão preferência a candidatos que estejam empregados. Gostaria de saber se existe mesmo esse preconceito contra desempregados."

Bom, preconceito não seria bem o termo. Em uma entrevista, quem está empregado não precisa ficar dando longas explicações sobre o motivo da saída da empresa anterior. Na verdade, pode até dizer que está muito bem na empresa atual, mas acredita que estará ainda melhor na nova empresa.

Já num caso como o seu, caso você se demita, as explicações seriam um pouco mais complicadas. Se você for sincero na entrevista, dirá que saiu porque não aguentou a pressão. O entrevistador não terá como avaliar a extensão e o peso dessa pressão e lhe fará mais perguntas. E você responderá a verdade, para mostrar que a situação era mesmo insuportável. Só que um outro candidato, que concorre à vaga com você, está empregado e não tem problema algum. Agora, coloque-se na pele do entrevistador. Quem você selecionaria?

É isso que seus amigos estão querendo lhe dizer. Entrevistadores não são preconceituosos. São apenas precavidos.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin