2013-05-31

'Parei de trabalhar aos 22 anos para cuidar dos meus filhos e agora quero retornar ao mercado' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 31/05/2013, com o caso cada vez mais comum de uma ouvinte que parou a carreira para cuidar dos filhos e agora quer saber como voltar ao mercado de trabalho.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Parei de trabalhar aos 22 anos para cuidar dos meus filhos e agora quero retornar ao mercado'

mãe trabalhadora

Uma ouvinte escreve: "Quando eu tinha 22 anos interrompi minha carreira profissional para me dedicar à criação de meus filhos. Hoje eles cresceram e eu comecei a me ver sem ter tanto para fazer. Tenho curso superior, sempre procurei me manter atualizada através de leituras, mas estou com 45 anos. Pergunto: como o mercado de trabalho avaliaria o meu interesse em voltar a trabalhar?"

Vamos lá. Muitas donas de casa que fizeram a opção que você fez, de dar prioridade à criação e educação dos filhos, estão pensando da mesma forma que você. Sua presença em casa já não é tão necessária e você tem ainda muitos anos pela frente, que poderiam ser melhor aproveitados ganhando dinheiro e se sentindo útil. Nessa ordem ou na ordem inversa.

O que eu lhe sugiro é que você não tente conseguir um emprego através do cadastramento em um site ou do envio de currículos para empresas. As duas décadas que você passou distante do mercado de trabalho já seriam suficientes para que você não passasse pelo funil de uma pré-seleção.

Inicialmente, seria melhor você procurar agências que terceirizam profissionais para outras empresas, para serviços temporários ou cobertura de férias. Isso permitiria que você começasse a fazer trabalhos, que talvez estejam abaixo de sua capacidade. Mas, por outro lado, lhe dariam tanto a oportunidade de voltar a se acostumar com o ambiente corporativo, quanto a de se adaptar às mudanças que ocorreram nos últimos vinte anos e que não foram poucas.

Depois de um ano como terceirizada, passando por algumas empresas e executando diversas tarefas, você poderá começar a procurar uma vaga efetiva, já sem o peso do longo hiato que a sua carreira sofreu, por motivos mais do que justos. Boa sorte!

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin