2014-10-21

Como explicar no currículo que procuro emprego ou estágio em uma área nova? - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 21/10/2014, com uma ouvinte que procura mudar de área para uma área que permite anexar amostras gráficas do trabalho nela.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Como explicar no currículo que procuro emprego ou estágio em uma área nova?

design de interiores

Uma ouvinte escreve, com uma dúvida que pode parecer específica demais, mas que irá servir para muitos ouvintes. Diz ela: "Trabalhar com design de interiores sempre foi a minha paixão, mas até agora só atuei no ramo de comércio exterior. Como explicar, num currículo, que procuro emprego ou estágio em uma área nova?"

O seu caso é mais fácil do que muitos outros. Evite enviar currículos através de sites que não permitem anexos. Prefira a velha e boa carta. E comece escrevendo uma curta mensagem explicando que você está em busca de uma oportunidade para mudar. E aí anexe uma amostra gráfica do seu trabalho.

Imagino que sendo apaixonada por design>, você já deva ter produzido centenas de desenhos durante os últimos anos. Escolha o melhor deles. Em seguida, explique que você trabalhou em outra área e que tudo o que você aprendeu nela poderá ser muito útil na parte administrativa. Só isso.

Existem muitos casos de profissionais que, como você, pretendem mudar de área, sem que a área pretendida tenha relação com a anterior, e sem que nenhuma das duas permita anexar amostras visuais de um trabalho executado. Por exemplo, quem trabalha em um laboratório e queira mudar para o setor de logística.

Em casos assim, em que a relevância da área anterior para a consecução do emprego seguinte é nenhuma, currículos não funcionam. Pelo contrário, irão confundir a quem for avaliá-los. A melhor opção é a carta, com linguagem simples e direta. Mas nunca é demais lembrar que uma única e boa referência pessoal será mais efetiva que centenas de cartas ou currículos.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin