2014-10-09

'Posso não participar de vaquinha para comprar presente aos colegas de trabalho?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 09/10/2014, com um ouvinte que foi "intimado" a participar de um grupo de vaquinhas no seu setor.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Posso não participar de vaquinha para comprar presente aos colegas de trabalho?'

presente aniversário trabalho

Um ouvinte escreve: "Fui contratado como auxiliar em uma empresa de grande porte. Já no primeiro dia, fui informado por um colega que existe um procedimento no nosso setor, de dar presentes aos aniversariantes. Cada funcionário contribui mensalmente com uma determinada quantia e no fim do ano todos ganharam o seu presente de aniversário. Como isso é feito de maneira informal, embora com o conhecimento do chefe, mas sem uma determinação da empresa, pergunto se posso dizer que não desejo participar?"

É claro que você pode. Explique que, no momento, suas despesas pessoais já superam o seu salário e que você lamenta muito não poder participar do grupo por enquanto, mas que terá prazer em participar quando a sua situação financeira se equilibrar.

Essa explicação, mesmo que não seja inteiramente verdadeira, tem uma razão de ser. Se você simplesmente se negar a participar do grupo, pode correr o risco de ser colocado à margem dele. E se isso acontecer, o seu prejuízo profissional poderia ser maior que a eventual contribuição financeira para o presente.

Muitas empresas já proibiram essas listas de contribuições internas, esporádicas ou permanentes, porque num primeiro momento, elas até parecem fazer sentido, mas com o passar do tempo, acabam se transformando em uma obrigação. Como ocorreu no seu caso, em que você está sendo instado a contribuir com presentes para pessoas que você nem conhece e para algumas das quais jamais daria um presente depois de conhecê-las melhor.

Há maneiras melhores de uma empresa melhorar o ambiente de trabalho do que a formação de grupos para-gerenciais que imponham regras próprias para grupos específicos.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin