2014-10-03

Empresas não têm vagas para recém-formados, mas contratam muitos estagiários - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 03/10/2014, sobre porque grandes empresas têm vagas para estagiários, mas não para recém-formados.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Empresas não têm vagas para recém-formados, mas contratam muitos estagiários

estagiário tirando cópias

Um ouvinte escreve: "Eu me formei em uma boa faculdade, passei um ano no exterior para aprimorar o meu inglês e agora estou procurando emprego em empresas de porte. Percebo que, embora as empresas afirmem que não têm, no momento, vagas para recém-formados como eu, há muitas vagas para estagiários. Isso tem explicação?"

Sim. E tem um nome: economia. Em grandes empresas, existem muitas tarefas que não requerem grande conhecimento específico e nem experiência prévia e que podem perfeitamente ser executadas por estagiários. Só que, ao final do estágio, as efetivações são raras e novos estagiários são contratados para dar prosseguimento ao serviço. Fazendo isso, a empresa economiza, por baixo, dois terços do custo por hora que teria com um funcionário registrado.

Embora estagiários não possam legalmente trabalhar mais que seis horas por dia, os benefícios para a empresa são bem palpáveis. O estagiário tem direito a vale-transporte e seguro de vida, mas não à assistência médica, nem a fundo de garantia, nem a um terço do salário adicional quando sai de férias após um ano.

Além disso, o estagiário não gera nenhum custo de indenização para a empresa, em caso do rompimento do contrato. E tudo isso sem contar que ele recebe um valor horário abaixo do que é pago a empregados efetivos.

Há empresas que fazem melhor do que isso, mas por iniciativa própria e não por obrigação legal. No fim das contas, a situação é conveniente, tanto para as empresas como para os estagiários. Mas nem tanto para os recém-formados.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin