2017-05-31

Não há igualdades de função entre cargos de gestão - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 31/05/2017, sobre a isonomia de benefícios em cargos de gestão.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Não há igualdades de função entre cargos de gestão

cargo gerencial

Uma ouvinte escreve: "Fui promovida para um cargo gerencial. Não é ainda uma gerência de primeira linha, mas estou satisfeita com mais esse passo dado na carreira. Uma coisa, porém, me chamou a atenção e me descontentou bastante: os benefícios concedidos aos gerentes do meu nível não são iguais. Alguns têm mais que outros e há um par que tem muito mais do que os outros. A legislação não determina que haja isonomia entre cargos do mesmo nível?"

Vamos lá. A chamada isonomia determina salários iguais para funções iguais. No caso de cargos de gestão não se pode dizer que haja igualdade de funções. Há muita diferença entre o trabalho, por exemplo, de um gerente de tecnologia da informação e de um gerente de recursos humanos e de um gerente comercial.

O único fator comum entre eles é o de ter o mesmo título, mas claramente eles não executam o mesmo trabalho em termos de complexidade, formação e resultados. Os próprios salários são diferentes, como se pode ver em pesquisas de mercado.

Usualmente, empresas de grande porte costumam balancear alguns benefícios. Carros cedidos pela empresa, por exemplo, tendem a ser da mesma faixa de preço. Mas nada impede que uma empresa adote pacotes de remuneração diferentes, aí incluídos os benefícios não estipulados em lei, para atrair e manter os melhores profissionais.

De qualquer forma, parabéns por essa sua promoção e não se preocupe demais com detalhes que possam vir a atrapalhar a próxima.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin