2018-04-09

Ao sobrecarregar todos por desconfiar de alguns, empresa está punindo a si mesma - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 09/04/2018, com um ouvinte que trabalha em uma empresa que implantou um processo de controle burocrático que está diminuindo a produtividade.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Ao sobrecarregar todos por desconfiar de alguns, empresa está punindo a si mesma

chefe desconfiado

Um ouvinte escreve: "Sou vendedor de uma grande empresa. Apesar da crise dos últimos anos, a nossa equipe conseguiu atingir as metas estabelecidas. Mas este ano, a coisa mudou.

Por recomendação da auditoria, a empresa implantou uma nova sistemática, que nos força a passar mais de uma hora por dia, preenchendo relatórios e planilhas, quando antes dedicávamos praticamente todo o nosso expediente a visitar clientes.

Nosso gerente diz que esse novo procedimento é necessário, porque a empresa não tinha nenhum tipo de controle sobre as atividades dos vendedores. Mas o resultado é que nossas vendas caíram e estamos sendo pressionados a recuperá-las.

Não tem adiantado explicar ao gerente que o problema é que parte do tempo operacional que tínhamos, foi trocado por uma burocracia que não sabemos para que serve. O que você pensa disso?"


Eu penso duas coisas. A primeira é que essa carga burocrática foi gerada por desconfiança. Alguns vendedores estavam se aproveitando da ausência de controles para se beneficiar de modo indevido, e a auditoria percebeu.

E segundo, e mais importante, os controles que foram implantados certamente são úteis, mas deveriam ter vindo acompanhados de algum processo tecnológico que minimizasse o tempo despendido neles.

Em resumo, ao sobrecarregar todos os vendedores por desconfiar de alguns, a sua empresa está punindo a si mesma.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin